Quais as possibilidades da gravidez após laqueadura?

Tempo de leitura: 3 min

Escrito por mcoutinho
em outubro 22, 2021

JUNTE-SE Á NOSSA LISTA DE SUBSCRITORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

100% livre de spam.

Compartilhe agora mesmo:

Quais as possibilidades da gravidez após laqueadura?

A laqueadura tubária, também conhecida como ligadura de trompas, é um método cirúrgico de contracepção definitiva feito por mulheres. Normalmente, elas optam por esse tipo de procedimento quando já possuem uma certa quantidade de filhos e que não desejam passar por futuras gestações.

O método vem sendo procurado com cada vez mais frequência por mulheres que ainda estão em idade fértil. Contudo, vem crescendo também o número de mulheres que desejam reverter o procedimento para recuperar a fertilidade, de modo que a mulher tenha uma gravidez após a laqueadura.

O que é laqueadura e como funciona?

O processo de laqueadura acontece quando as trompas da mulher são amarradas ou cortadas. Essas trompas são canais que fazem a ligação entre os ovários e o útero, ou seja: com a realização desse procedimento vai ocorrer um bloqueio dessa passagem, impedindo que os óvulos sejam levados ao útero e que se encontrem com os espermatozoides.

Hoje a taxa de sucesso da laqueadura está em torno de 99%. Mas, vale lembrar que a cirurgia não impede que a ovulação da mulher aconteça e nem interfere em seu ciclo hormonal. Sendo assim, ela vai continuar menstruando normalmente mesmo após a realização do procedimento.

É possível reverter a laqueadura?

Existem alguns requisitos exigidos pela lei brasileira para a execução da laqueadura, uma vez que a taxa de arrependimento pós-cirurgia está em aproximadamente 10% e a reversão da laqueadura é um processo bastante difícil.

Estima-se que 60% das mulheres se arrependem e desejam fazer a reversão devido à mudança de parceiros. Entre os outros motivos estão a perda de filhos ou a melhora nas condições financeiras.

A cirurgia de reversão para que a mulher tenha uma gravidez após a laqueadura é realizada com religamento das tubas uterinas por meio de uma sutura. O procedimento é feito por laparoscopia ou com a ajuda de um microscópio, e também retira a região onde fica a cicatriz da laqueadura.

Por ser um procedimento bastante complexo, ele pode durar em torno de 4 horas, nas quais a mulher precisará passar por um período de internação hospitalar para a sua recuperação.

Hoje o método é reversível em aproximadamente 70% dos casos, atingindo cerca de 100% quando o procedimento é realizado por anéis. Entretanto, as chances de sucesso vão depender de acordo com a técnica escolhida pela paciente e pelo médico, além da habilidade do cirurgião responsável pela reversão.

Podemos destacar dois fatores que influenciam bastante para que a reversão seja um sucesso: a porção da tuba restante e a técnica utilizada na laqueadura. Contudo, é preciso aguardar de 6 meses a um ano após a reversão para conseguir observar o sucesso do procedimento.

Após esse tempo, caso não consiga engravidar, é preciso procurar um médico especializado para que ele consiga avaliar o caso e entender se existe a chance de gestação natural ou será preciso procurar uma clínica de reprodução humana.

Fertilização In Vitro X Laqueadura

Como já citado, por ser um método invasivo e que pode não devolver a fertilidade para a mulher, existe uma opção viável e muito segura de gravidez após a laqueadura, que é por meio da Fertilização In Vitro (FIV), e que pode ser uma opção para a mulher mesmo estando com as trompas laqueadas.

Caso a mulher não possa passar pelo processo de reversão ou o procedimento não dê certo, a Fertilização In Vitro é uma ótima alternativa e uma opção eficiente entre as técnicas de Reprodução Humana, já que a laqueadura não interfere na produção de óvulos da mulher. Desta forma, caso a mulher tenha o desejo de ter uma gravidez após a laqueadura, ela poderá engravidar a partir deste método, uma vez que o óvulo será fecundado pelo espermatozoide fora do seu corpo.

Vale ressaltar que o sucesso de uma gravidez após a laqueadura com a Fertilização In Vitro vai depender apenas dos fatores externos, ligados à idade da mulher, à qualidade dos óvulos, características dos espermatozoides coletados e do endométrio da paciente.

Não esqueça de consultar um médico para que possam decidir a melhor forma para conseguir engravidar novamente. Com certeza, ele vai te ajudar a entender o que será melhor para obter o sucesso esperado e realizar o objetivo de ser mãe novamente.

Compartilhe agora mesmo:

Você vai gostar também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário


*


*


Seja o primeiro a comentar!

JUNTE-SE Á NOSSA LISTA DE SUBSCRITORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

100% livre de spam.

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.