5 fatores para escolher o melhor óleo lubrificante para motor

Tempo de leitura: 7 min

Escrito por gabriel
em agosto 1, 2022

JUNTE-SE Á NOSSA LISTA DE SUBSCRITORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

100% livre de spam.

Compartilhe agora mesmo:

5 fatores para escolher o melhor óleo lubrificante para motor

Assim como o ser humano precisa contar com um consumo diário de nutrientes para que possa funcionar de forma adequada, o mesmo acontece com os equipamentos mecânicos, que precisam das peças e do óleo adequado para o seu bom funcionamento.

Situação essa que faz com que seja necessário ter atenção aos mais diversos tipos de particularidades para que seja possível garantir o funcionamento adequado de tais equipamentos, principalmente quando existe algum tipo de função específica.

Como no funcionamento adequado de uma fábrica, por meio de todas as máquinas que são necessárias para a execução das atividades necessárias para tal empreendimento, como no processo de confecção, distribuição e empacotamento de diferentes produtos.

É necessário trabalhar com um bom serviço de calibração para manter esses equipamentos funcionando de maneira adequada dentro de uma indústria, ainda mais no mercado atual, onde a demanda por ferramentas mecânicas são cada vez mais relevantes.

Um processo que teve início durante a Revolução Industrial e que até os dias de hoje guarda uma grande importância acerca do uso de equipamentos tecnológicos para a realização dos mais variados tipos de serviço, como um auxílio no mercado de trabalho.

O avanço das tecnologias mecânicas, no entanto, estão muito além do setor de serviços, com a presença dos mais diversos equipamentos dentro das mais variadas atividades a serem executadas diariamente, com um destaque especial para o setor de transportes.

Isso em um processo que acaba por englobar um número amplo de serviços voltados ao uso e comercialização de automóveis, como em um negócio de locação de veículos, que deve sempre oferecer produtos de qualidade aos seus clientes.

E para garantir o funcionamento adequado desse tipo de veículo é importante estar atento a certas características e componentes de tais equipamentos, como o funcionamento do seu motor, algo que exige a presença de um óleo adequado.

A função de um óleo para motor

Qualquer tipo de equipamento mecânico exige a aplicação de algum tipo de componente externo que garanta o melhor funcionamento de um sistema, principalmente por causa do desgaste a ser causado diante do atrito frequente de certas peças metálicas.

Uma situação que pode ser facilmente visualizada até mesmo em sua casa, através daquela porta que com o tempo passou a fazer um barulho estranho, tamanha a deterioração das dobradiças instaladas nesse objeto de movimento diário.

Esse problema pode ser facilmente resolvido a partir da aplicação de algum tipo de óleo nessas peças. Até mesmo o óleo de cozinha pode fazer milagres em relação a retirada de um ruído estrondoso sempre que a porta do seu quarto é aberta ou fechada.

Contudo, assim como uma furadeira pneumática pode ser mais indicada do que uma de modelo comum para a realização de certos tipos de trabalhos, para que um motor funcione de maneira adequada é preciso utilizar também do óleo apropriado a tal equipamento.

Óleo esse cuja principal função está no processo de lubrificação interna de um motor, diminuindo assim o desgaste entre as peças, além de atuar no processo de refrigeração de componentes que esquentam por causa do funcionamento de tais instrumentos.

O que garante assim a execução adequada dos mais variados equipamentos que utilizam de um motor, sendo esse o caso de máquinas, como:

  • Carros;
  • Caminhões;
  • Trens;
  • Tratores;
  • Submarinos;
  • Navios.

E para cada tipo de equipamento existe um modelo adequado de motor, assim como um tipo específico de óleo a ser aplicado para garantir o funcionamento otimizado dessas máquinas.

Uma preocupação a ser tomada por quem gerencia uma fábrica e trabalha com um processo de automação elétrica industrial, para otimizar o ritmo de produção de seu empreendimento.

Além disso, a verificação do óleo adequado para um motor é também algo a ser ter atenção por qualquer cidadão comum que tenha em sua garagem o modelo mais básico de um carro utilitário.

O que nos leva à importância de conhecer as diferentes características acerca dos modelos de óleo para motor disponíveis no mercado.

Principais tipos de óleos no mercado

Quando se fala sobre os modelos disponíveis de óleo de motor, três são os que precisam ser observados antes de ser feita a sua aquisição, sendo eles os óleos sintéticos, minerais e semissintéticos.

O formato mais recomendado é o mineral, diante de sua melhor performance, garantindo o funcionamento adequado de um motor. Porém o seu desgaste ocorre de forma mais rápida, sendo menor o intervalo de aplicação de óleo no equipamento.

Isso pode ser um problema para quem usa o carro de forma frequente, se locomovendo, por exemplo, para diferentes locais para realizar um serviço de laudo de ruído ambiental. Uma opção mais prática nesse sentido acabam sendo os óleos sintéticos.

No entanto, para garantir o seu funcionamento adequado é indicado combinar esse óleo com um combustível de qualidade para o melhor aproveitamento de um motor. O que de fato não se indica muito são os óleos semissintéticos.

A combinação desse modelo com outros óleos antes aplicados em seu motor pode acabar prejudicando a sua operação, sendo importante então ter atenção ao tipo de óleo lubrificante que está sendo aplicado ao equipamento.

Pois assim como terminais hidráulicos garantem o funcionamento adequado dos sistemas de tubulação, um óleo lubrificante é essencial para que um motor exerça suas atividades, o que nos leva à importância de adquirir o modelo correto de óleo para sua máquina.

5 pontos a observar antes de comprar tais óleos

Diante dessa variedade de modelos, antes de adquirir um óleo lubrificante específico para aplicar em seu automóvel, é preciso verificar uma série de características presentes nesse elemento, sendo elas:

  1. Sua composição

Ao verificar a composição de qualquer produto, até mesmo um saco de biscoitos, é possível encontrar um número enorme de termos difíceis de se conhecer, algo que somente se multiplica quando falamos de um produto químico, como um óleo lubrificante.

Apesar disso, é importante observar a presença de componentes como:

  • Anticorrosivos;
  • Antioxidantes;
  • Antidesgastantes;
  • Antiespumantes.
  • Melhoradores de viscosidade.

É muito importante ter uma maior atenção ao último tópico citado.

  1. Nível de viscosidade

O estado natural de um óleo se encontra entre o sólido e o líquido, o que faz com que um nível de viscosidade seja comum em lubrificante. Na verdade, é importante a presença desse estado mais viscoso, já que ele é útil para o funcionamento de um motor.

Garantindo assim com que o óleo chegue a partes mais profundas do equipamento, permitindo assim uma lubrificação completa de suas peças.

  1. Qualidade

Pode parecer meio óbvio, mas é sempre importante verificar a qualidade da marca de óleo lubrificante que está sendo adquirido. Até porque uma economia nesse sentido pode resultar em grandes prejuízos no futuro, ao prejudicar o funcionamento do seu motor.

Logo, assim como uma fábrica precisa contar com bons profissionais e equipamentos para se certificar do seu gerenciamento de resíduos, um motor também deve contar com o melhor tipo de produto a ser aplicado em si.

  1. Especificações técnicas

De fato é importante observar a qualidade do óleo lubrificante, o difícil é saber como medir isso. Uma das formas de se garantir isso é através das especificações técnicas deste produto. Certificações garantidas pelos principais órgãos de análise deste produto.

Entre as especificações que devem ser verificadas estão o SAE (Especificação da Sociedade dos Engenheiros Automotivos) e o API (Especificação do Instituto Americano de Petróleo).

Pois da mesma forma com que é feita uma análise de água para se garantir a qualidade desse líquido para o consumo, esses órgãos fazem um trabalho similar, porém em relação à análise de qualidade de um óleo de motor.

  1. Quando trocar o óleo

Além das características do lubrificante, é importante observar também a situação do motor onde esse óleo será aplicado, assim como o tempo adequado de se realizar esse tipo de troca de lubrificante.

Em relação aos automóveis, é recomendado adotar um intervalo de troca entre 5 mil a 10 mil quilômetros. Óbvio que o tempo adequado do tempo de troca é diferente de motor para motor, assim seu tempo de funcionamento, mas se manter nesse limite pode diminuir certas preocupações.

De uma forma geral, é importante ter atenção à qualidade do óleo lubrificante utilizado e também do estado do seu motor para garantir que ele funcione da melhor maneira, pelo maior tempo possível, aumentando assim a vida útil do seu automóvel.

Isso faz com que problemas relacionados ao funcionamento do seu motor sejam evitados, impedindo que um desgaste em seu equipamento impeça uma viagem em família ou até mesmo a sua ida diária ao trabalho.

Pois para que seu carro funcione de maneira adequada, o seu motor também precisa estar em dia, junto do óleo lubrificante que nele está sendo aplicado.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Compartilhe agora mesmo:

Você vai gostar também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário


*


*


Seja o primeiro a comentar!

JUNTE-SE Á NOSSA LISTA DE SUBSCRITORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

100% livre de spam.

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.