Odontopediatria: qual a idade para começar?

Tempo de leitura: 4 min

Escrito por lucas
em dezembro 5, 2022

A odontopediatria é uma especialização da odontologia focada na saúde bucal infantil, sendo tanto de bebês quanto de crianças e adolescentes, fundamental para acompanhar o desenvolvimento dos dentes desde o início.

Além disso, é a área capacitada para atender gestantes tanto na fase de pré-natal odontológico quanto nos primeiros dias de vida do bebê.

Essa especialidade, assim como a maioria das áreas da odontologia, abrange vários tipos de procedimentos:

  • Cirúrgicos;
  • Endodônticos, responsáveis pela parte interna do dente;
  • Restauradores;
  • Ortopédicos;
  • Preventivos.

A diferença é que na odontopediatria infantil o foco é a saúde bucal dos pequenos, que possui cuidados e orientações mais direcionados, como os cuidados certos na hora de higienizar a gengiva dos bebês antes do nascimento, dicas de escovação para as crianças, como evitar o desenvolvimento de doenças periodontais, etc.

Primeira visita ao odontopediatra 

O que poucos sabem é que o ideal é começar o acompanhamento odontológico ainda durante a gravidez, mais especificamente em sua fase final, pois o odontopediatra dará orientações aos pais em relação a uma série de cuidados importantes para assim que o bebê nascer.

Entre essas orientações estão informações sobre os bicos artificiais, como identificar e prevenir possíveis problemas gengivais no bebê ou situações que possam atrapalhar a alimentação, além, claro, dos cuidados certos para a chegada dos primeiros dentes.

Após o nascimento, já é indicado levar o bebê à clínica odontopediatria por volta dos seis ou sete meses de vida, sendo a primeira consulta fundamental para ambientar o pequeno no consultório desde cedo, já o familiarizando com o profissional.

Nessa consulta geralmente são feitas apenas avaliações simples da cavidade 

oral do bebê, para avaliação do desenvolvimento dos dentes e checar como está sendo feita a limpeza dessa área tão sensível.

Passada a primeira consulta, é interessante criar uma rotina de visitas regulares de seis em seis meses, mantendo o mesmo profissional para que o mesmo consiga acompanhar o crescimento dos dentes de forma contínua, e também para que o pequeno se sinta confortável e seguro no ambiente odontológico.

Essa periodicidade de seis meses é importante também para a prevenção de doenças que possam se desenvolver, além do profissional investigar possíveis sangramentos gengivais, a evolução de dentes prejudicados por cáries ou pequenos incômodos em sua fase inicial, que podem contribuir para prejudicar a mastigação e fala da criança se não tratados.

Tratamentos presentes na odontopediatria

Entre os tratamentos mais comuns na odontopediatria, está a profilaxia, conhecida também como limpeza dental, e geralmente acompanhada de outro procedimento para a limpeza especializada dos dentes, que é a aplicação de flúor.

O flúor é um componente importantíssimo na prevenção de cáries e equilíbrio de minerais no organismo, capaz de remineralizar e devolver o cálcio para os dentes, garantindo a proteção necessária que impedirá o desenvolvimento tanto das cáries quanto de outras doenças.

Na fase de crescimento e perda dos dentes de leite, é comum pesquisar quanto custa a extração de um dente e onde encontrar esse procedimento, e ele também está presente na odontopediatria.

Lembrando que é normal que os dentes caiam sem complicações, podendo ser retirados em casa, mas podem haver casos onde seja necessária a intervenção do dentista.

Um exemplo desses casos é quando os dentes permanentes são incapazes de tomar lugar dos dentes de leite por algum motivo, e nessa situação, se a extração não for feita, pode haver a chamada erupção parcial, que resulta no desalinhamento das demais estruturas da arcada dentária, impactando no sorriso e mastigação.

Também presente na lista de procedimentos da odontopediatria estão os tratamentos ortodônticos e ortopédicos, sendo os tão conhecidos aparelhos fixos e móveis.

Quem saberá indicar com propriedade se existe a necessidade da criança colocar um aparelho lingual preço é o odontopediatria em uma das avaliações de rotina, e esse tipo de tratamento pode ser iniciado à partir dos seis anos de idade, alcançando resultados com antecedência e até prevenindo a criança de uma cirurgia no futuro.

Os tratamentos citados acima são os mais frequentes nas clínicas odontopediatras, mas também é possível encontrar vários tipos de exames e radiografia odontológica preço, que são fundamentais para diagnósticos, e antes ou durante o acompanhamento de outros tratamentos.

As idas regulares ao odontopediatra são fundamentais para garantir à criança um sorriso saudável, mantendo a saúde bucal sempre em dia e contribuindo para a autoestima dos pequenos desde cedo.

Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe do blog Markplan, site voltado 

para a veiculação de conteúdos relevantes sobre estratégias de negócios, pensados para abranger informações e novidades relacionadas aos maiores segmentos empresariais.

Você vai gostar também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário


*


*


Seja o primeiro a comentar!

JUNTE-SE Á NOSSA LISTA DE SUBSCRITORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade