O que é perfil do consumidor e por que é importante

Tempo de leitura: 8 min

Escrito por lucas
em novembro 29, 2022

Estabelecer o perfil do consumidor é fundamental para desenvolver estratégias de marketing, vendas e performance. Mas, como se pode imaginar, o perfil do consumidor em geral mudou muito ao longo do tempo.

O maior envolvimento das pessoas em assuntos comerciais levou-os a uma atmosfera mais competitiva com maior acesso a fatos tecnológicos.

Além disso, as pessoas têm maior acesso a informações que as inspiram a se envolverem mais em seus relacionamentos com as marcas.

Assim, as marcas de rede de proteção para escada caracol, por exemplo, precisam desenvolver estratégias para atrair e agradar os consumidores.

É essencial conhecer bem qual é o perfil do consumidor-alvo para apresentar o produto de forma convincente como a melhor opção disponível.

Existem milhares de concorrentes com produtos similares, então é o grau em que a empresa entende seu alvo que determina o quão bem-sucedido ela será em seu mercado.

Para pesquisar constantemente a demografia dos consumidores, uma empresa de limpeza pós obra preço m2 precisa mudar sua abordagem com frequência.

Tentar vender para um grupo demográfico de uma rede social logo após lançar uma integração com outra pode falhar caso a ação não seja bem pensada. E isso só pode ser feito com base em dados extraídos diretamente do perfil dos consumidores da marca.

Por isso, neste artigo será abordada a importância de estabelecer um perfil de consumidor, qual a sua definição, quais vantagens isso pode trazer até para autoescolas especializadas em regularização da cnh e como definir o perfil ideal do consumidor.

Qual é a definição de perfil do consumidor?

Compreender os hábitos, preferências e comportamento do consumidor é essencial para qualquer tipo de negócio criar um perfil de consumidor de sucesso.

Vários fatores extrínsecos, como preferências culturais e pessoais, status profissional e posição social, afetam a criação de um perfil de consumidor.

É fundamental entender que a determinação da demografia de um consumidor, uma empresa que comercializa lavadora de piso profissional não deve ser feita por meio de especulação; são necessários dados de estudos e pesquisas científicas.

É impossível determinar o perfil de consumo do negócio determinando quem é o público-alvo baseado apenas em achismos.

As pessoas não estão apenas comprando novas tecnologias; elas também estão adotando novos conceitos sociais.

Definir a demografia do consumidor requer considerar as pessoas com conexões e aquelas com conectividade ultra-alta.

Esses termos representam o consumidor 5.0 e 4.0, que estão atrelados a pessoas conectadas e ultra conectadas, respectivamente

E são igualmente importantes até para um médico veterinário oftalmologista considerar esses novos termos ao criar um relatório de perfil do consumidor capaz de ajudar a obter resultados mais significativos em seu negócio.

Quais as vantagens do perfil do consumidor?

Quando se trata de produtos e serviços, saber para quem se está trabalhando, ou seja, quem está desenvolvendo a ideia, é fundamental para que tudo o que for criado possa realmente ter o impacto certo para converter potenciais clientes em consumidores fiéis.

Por exemplo, uma clínica veterinária que trabalha com endoscopia em cachorro precisa saber para quais tipos de cães e em quais situações esse tipo de exame é necessário. Assim, eles têm uma forma para selecionar canais de venda e ofertas.

Também, definir o grupo que comprará o produto ou receberá o serviço é uma forma de agilizar o processo de venda, tornando-o mais ágil, objetivo e, ainda, mais barato, afinal todos os recursos serão criteriosamente selecionados para evitar desperdícios.

Portanto, é possível afirmar que as vantagens desse entendimento não param por aí, existem outros aspectos positivos que podem ajudar não só o empresário, mas também o próprio cliente. Estes são:

  • Maior conexão com o público ou marca;
  • Melhora significativa na comunicação;
  • Atendimento mais eficiente;
  • Gerar maior autoridade para a marca.

Esses quatro benefícios principais proporcionam às empresas uma melhor gestão de campanhas, independentemente do segmento de mercado, seja locação de impressoras ou fornecimento de pão de queijo congelado para revenda.

Mas para ter uma boa taxa de sucesso na definição do perfil de consumidores, as empresas precisam saber quais as informações mais relevantes. Estas serão citadas a seguir.

4 pontos para definir o perfil do consumidor

Conhecer o perfil do consumidor irá ajudar a se comunicar melhor com ele e conseguir atendê-lo melhor e de forma muito mais rápida.

Como existem diferentes questões que afetam o comportamento do consumidor, entendê-las é fundamental para garantir o sucesso da sua empresa. Portanto, os pontos a seguir são fundamentais para ter sucesso na definição do perfil do consumidor da marca.

1. Classe social

Um dos principais fatores que ajudam a identificar a demografia é a classe social. Questões financeiras são, sem dúvida, um dos fatores determinantes de como as pessoas se posicionam em relação a marcas e produtos.

Por exemplo, não adianta abrir uma loja de cortinas columbia e outros itens de decoração em uma área dominada por pessoas de baixo poder aquisitivo.

E não apenas porque poucas pessoas têm condições financeiras de ir para aquele lugar. Mas também porque o público-alvo do estabelecimento não frequenta a área e pode até não conhecer o local ou evitá-lo simplesmente pela localização.

2. Região

A região onde uma empresa está localizada também é um fator importante para determinar como os consumidores se comportam.

Esse ponto é complementar à classe social dos clientes. Nesse sentido, é preciso observar as características de cada região para verificar quais estratégias a empresa pode aplicar para conquistar um número maior de clientes.

Por exemplo, em localidades próximas a shopping centers e universidades, a maior parte das atividades ocorre durante a semana.

Geralmente na hora do almoço ou no final do dia e, por isso, é preciso desenvolver estratégias para se destacar da concorrência e atrair o público nesses momentos.

3. Faixa etária

Com o passar dos anos, as pessoas amadurecem e, assim, mudam a forma de pensar. Isso também inclui hábitos de compra.

Essa característica mostra claramente que os métodos que podem persuadir os jovens são difíceis de persuadir os mais velhos e vice-versa. Além disso, as preferências de consumo também podem diferir.

Isso acontece porque clientes de diferentes faixas etárias têm interesses, prioridades e necessidades diferentes.

E, embora isso seja mais pronunciado entre jovens e idosos, existem muitas diferenças entre pessoas nascidas em gerações diferentes.

Portanto, é importante saber a faixa etária média de seu público, pois isso pode afetar sua estratégia de marketing até o atendimento ao cliente.

Vale ressaltar também que determinados setores varejistas atendem clientes de diferentes faixas etárias e preferências, como é o caso dos supermercados.

Nesse caso, a estratégia utilizada na campanha deve ter como foco o público ao qual se destina o produto anunciado. Assim, é possível se comunicar melhor com as pessoas que estão realmente comprando o produto.

4. Hábitos e estilo de vida

Sem dúvida, é um dos principais aspectos que definem o comportamento do cliente. A partir de hábitos diários, sonhos, círculo de amigos, preocupações e aspirações, cada um terá uma forma diferente de olhar para os produtos e serviços oferecidos pela empresa.

Por exemplo, algumas pessoas são mais consumistas e compram com frequência. Por outro lado, algumas pessoas procuram gastar apenas o indispensável, ou seja, apenas o essencial.

É preciso enfatizar que é o estilo de vida que explica por que muitos clientes estão dispostos a gastar mais em determinados serviços ou produtos, mesmo que não sejam consumistas, ou seja, compram compulsivamente.

Se os consumidores tiverem a certeza que o produto é útil, estarão inclinados a comprá-lo Se tiverem o poder de compra necessário para adquiri-lo.

Para resumir isso, é bom ver através de um exemplo feito para ilustrar como seria o perfil ideal de um consumidor.

Exemplo de perfil do consumidor

Digamos que o dono de um restaurante deseja entender melhor quem é seu público-alvo. Através da segmentação feita pelo empreendedor, foi possível definir que a maior parte de seu público são estudantes, funcionários de empresas próximas e moradores locais.

A partir disso, será possível criar um perfil de cliente ideal para cada um dos quatro grupos e desenvolver estratégias de atendimento, marketing e vendas para cada grupo.

Por exemplo: Maria tem 25 anos, é estudante de direito e busca um local agradável para almoçar durante seu intervalo da faculdade. Logo, ela encontrou o restaurante “Tempero Divino” que parece agradar suas expectativas.

Já que ela possui um estágio com boa remuneração na defensoria pública, ela pode optar por escolher os pratos mais caros da casa para se dar ao luxo de proporcionar novas experiências gastronômicas.

Considerações finais

Ao se iniciar um negócio, uma operação de extrema importância que exige pesquisa e análise do terreno se trilha.

Esse conhecimento abrange o público-alvo que impulsionará o crescimento da marca, gerará receita e reconhecimento.

Quando uma empresa desenvolve uma compreensão profunda de seus consumidores, ela cria uma conexão que gera fidelidade, o que, por sua vez, aumenta as vendas.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Você vai gostar também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário


*


*


Seja o primeiro a comentar!

JUNTE-SE Á NOSSA LISTA DE SUBSCRITORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade