Memória RAM e armazenamento interno: entenda a diferença

Tempo de leitura: 8 min

Escrito por gabriel
em abril 26, 2023

É comum falarmos que nossos dispositivos estão “sem memória” quando, na verdade, esse não é sempre o caso.

Saber diferenciar a memória RAM do armazenamento interno pode aumentar o aproveitamento que nós fazemos dos aparelhos a e nos ajudar a preservá-los por muito mais tempo.

Memória RAM

A memória RAM (Random Access Memory) é um tipo de memória volátil usada pelos dispositivos eletrônicos para armazenar temporariamente os dados que estão sendo utilizados no momento.

É um componente essencial para o desempenho do sistema, pois permite que o processador acesse rapidamente os dados necessários para executar as tarefas do usuário.

A memória RAM é dividida em pequenas áreas de armazenamento chamadas de células de memória. Cada célula é identificada por um endereço único e pode armazenar um único bit de informação (0 ou 1).

Essas células são organizadas em uma matriz bidimensional, permitindo que a RAM acesse qualquer célula de forma rápida e aleatória, daí o nome “Random Access Memory“.

A sua capacidade é medida em gigabytes (GB) e quanto mais RAM um dispositivo tiver, mais rápido ele será capaz de processar os dados e, consequentemente, mais rapidamente abrirá programas e executará ações.

Se a RAM estiver cheia, o sistema pode utilizar uma parte do armazenamento interno do dispositivo como memória virtual, o que pode afetar o desempenho e prejudicar a produtividade de uma empresa que fabrica ribbon para impressora, por exemplo.

Podemos imaginar uma impressora conectada a um computador. O computador pode enviar uma grande quantidade de dados para a impressora em um curto período de tempo. 

Armazenamento interno

O armazenamento interno, também conhecido como memória interna, é o espaço permanente de armazenamento em um dispositivo eletrônico. É nele que são armazenados os arquivos, aplicativos e sistema operacional, mesmo quando o dispositivo é desligado.

Ele é composto por chips de memória flash, que são semicondutores que mantêm os dados armazenados. Os chips são organizados em um circuito integrado, permitindo que os dispositivos acessem os dados rapidamente.

Assim como na memória RAM, a capacidade de armazenamento é medida em gigabytes (GB) e varia de dispositivo para dispositivo. Quanto mais gigabytes, mais arquivos e aplicativos podem ser instalados no dispositivo.

Vale lembrar que a capacidade de armazenamento interno também pode afetar o desempenho do dispositivo. Se este estiver cheio, pode ficar mais lento ou ocorrer uma diminuição do desempenho.

O armazenamento interno pode ser expandido em alguns dispositivos eletrônicos, como smartphones e tablets, através do uso de cartões de memória externos.

Usar esses cartões é como alugar gerador de energia para um evento ao ar livre. Dessa forma, é possível fazer uma reserva de espaço — ou de energia, nesse exemplo — para armazenar os dados necessários.

Qual a diferença entre esses elementos?

A principal diferença entre a memória RAM e o armazenamento interno é a permanência dos dados.

Isso significa que, ao desligar o dispositivo, tudo o que está armazenado na memória RAM é perdido, enquanto o que está no armazenamento interno permanece intacto.

Além disso, a RAM é utilizada principalmente para registrar os dados temporários que estão sendo usados pelo sistema operacional e pelos aplicativos em execução. Por outro lado, o armazenamento interno é usado para armazenar arquivos e aplicativos.

A capacidade da memória RAM também é geralmente menor e mais cara do que o armazenamento interno. Isso ocorre porque a RAM é um componente de hardware mais avançado e requer tecnologias mais complexas para sua produção.

Uma empresa que fabrica copo de acrílico transparente atacado deve se atentar às suas necessidades antes de encomendar os dispositivos da empresa.

O armazenamento está lotado: e agora?

Para saber como desafogar a memória do seu dispositivo e garantir o melhor desempenho possível, é preciso primeiro entender o que ocupa o seu armazenamento.

Os aplicativos são um dos principais elementos que ocupam o armazenamento interno do aparelho. Se houver muitos aplicativos instalados, pode ser que o desempenho seja prejudicado.

Outro elemento que ocupa muito espaço são os arquivos de mídia, como fotos, vídeos e músicas especialmente se não forem gerenciados corretamente.

Os arquivos de cache são arquivos temporários que são criados pelos aplicativos para ajudá-los a funcionar de maneira mais eficiente. No entanto, podem acumular-se ao longo do tempo e ocupar uma quantidade significativa de espaço de armazenamento interno.

O sistema operacional também ocupa espaço de armazenamento interno. Atualizações frequentes do sistema operacional podem ocupar ainda mais espaço e reduzir a quantidade de espaço disponível para outros aplicativos e arquivos.

Veja como identificar o que mais prejudica o desempenho do seu dispositivo e como resolver alguns desses problemas.

Analise o que mais ocupa espaço

Para verificar o que mais ocupa espaço de armazenamento em um celular, existem algumas opções. Em geral, a maneira mais fácil é acessar as configurações do dispositivo e verificar o uso do espaço.

O caminho exato para acessar essa opção pode variar dependendo do modelo e sistema operacional do dispositivo, mas um caminho genérico que pode ser seguido é:

  • Abra o aplicativo “Configurações” no seu celular;
  • Procure por “Armazenamento” ou “Armazenamento interno”;
  • Selecione a categoria que você deseja verificar;
  • Analise quais são os arquivos que mais ocupam espaço.

Ao identificar os itens que estão ocupando mais espaço, você pode decidir o que excluir para liberar espaço no seu dispositivo.

É importante lembrar que alguns aplicativos e arquivos podem estar conectados a outros, por isso é importante avaliar cuidadosamente antes de excluir algo.

Armazene as mídias na nuvem

Quando fotos, vídeos e documentos estão armazenados localmente, eles ocupam espaço no armazenamento interno do dispositivo, o que pode causar lentidão e até mesmo falta de espaço para novos arquivos e aplicativos.

Ao armazenar esses arquivos, como um manual de instalação de um interruptor pial plus com led, na nuvem, você pode acessá-los sempre que precisar, sem ocupar espaço no seu celular.

Além disso, muitos serviços de armazenamento em nuvem oferecem recursos de backup automático, que podem garantir que seus arquivos estejam sempre seguros e disponíveis.

Para armazenar seus arquivos na nuvem, existem várias opções, como o Google Drive, o Dropbox, o iCloud e o OneDrive, entre outros. Você pode escolher o serviço que melhor atende às suas necessidades e fazer o upload dos arquivos desejados.

Apague conversas e mídias do WhatsApp

Apagar mídias e conversas do WhatsApp quando o armazenamento interno do celular estiver lotado é uma boa prática para liberar espaço no dispositivo.

O WhatsApp é conhecido por ocupar uma quantidade significativa de espaço de armazenamento, especialmente devido a imagens, vídeos e mensagens de voz que podem ser armazenados localmente no dispositivo.

No entanto, antes de apagar qualquer coisa, é importante lembrar de fazer backup das suas conversas e mídias importantes para que você possa recuperá-las mais tarde, se necessário.

Atente-se para apagar apenas conversas que não serão mais importantes, como o contato já finalizado com um técnico responsável por instalar um alarme intelbras na sua empresa.

O WhatsApp oferece um recurso de backup automático para o Google Drive ou iCloud, dependendo do sistema operacional do seu dispositivo.

Limpe dados e arquivos inúteis

Para identificar arquivos e dados desnecessários e limpá-los do armazenamento do dispositivo, existem algumas técnicas que você pode usar.

Abra o aplicativo de gerenciamento de arquivos no seu dispositivo e procure por pastas com arquivos grandes que você não usa mais. Se você encontrar arquivos grandes que não precisa, exclua-os.

Os aplicativos que você usa regularmente armazenam arquivos temporários no seu dispositivo para melhorar o desempenho. Esses arquivos são chamados de cache e se acumulam rapidamente.

Para limpar o cache dos aplicativos Alexa automação residencial, vá para Configurações, depois Armazenamento e então em Cache de dados e toque em Limpar cache.

Se você não usa mais um aplicativo, desinstale-o para liberar espaço no armazenamento interno do dispositivo. Para desinstalar um aplicativo, vá para Configurações, Apps e toque no aplicativo que deseja desinstalar.

Também é possível usar aplicativos disponíveis na loja para ajudá-lo a limpar arquivos desnecessários do seu dispositivo. É importante lembrar que você deve sempre fazer backup de seus dados antes de excluir qualquer coisa.

O que avaliar ao comprar um aparelho novo?

Ao comprar um novo dispositivo, é importante considerar a capacidade da memória RAM e do armazenamento interno para garantir que ele atenda às necessidades dos programas utilizados na sua emprea de conexão pead.

Quanto mais memória RAM um dispositivo tiver, mais eficiente será ao executar várias tarefas ao mesmo tempo. Se você usa muitos aplicativos simultaneamente ou joga jogos pesados, deve procurar um dispositivo com pelo menos 4 GB de RAM.

Se você é um usuário casual, 2 GB de RAM podem ser suficientes. Além disso, verifique se o dispositivo oferece opções de expansão de memória RAM.

Já a quantidade de armazenamento interno depende do uso que você fará do dispositivo. Se você tem muitas fotos, vídeos e aplicativos, é melhor escolher um dispositivo com pelo menos 64 GB de armazenamento interno.

Para usuários mais casuais, 32 GB podem ser suficientes. Além disso, verifique se o dispositivo oferece opções de expansão de armazenamento interno, como um slot para cartão de memória.

Para verificar essas informações, você pode procurar na descrição do produto ou especificações técnicas fornecidas pelo fabricante. Alguns sites de compras também fornecem essas informações na página do produto.

Além disso, você pode visitar uma loja física e pedir ajuda a um vendedor. Essa dica se aplica para qualquer tipo de produto, de celulares a display de chão personalizado.

Ao avaliar um dispositivo na loja, você pode testar sua capacidade abrindo vários aplicativos ou jogando jogos pesados para avaliar a performance.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Você vai gostar também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário


*


*


Seja o primeiro a comentar!

JUNTE-SE Á NOSSA LISTA DE SUBSCRITORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade