Mamadeira: saiba como escolher a melhor para o seu filho

Tempo de leitura: 8 min

Escrito por gabriel
em março 17, 2023

A tarefa de escolher uma mamadeira dificilmente é vista como algo que merece atenção, mas a verdade é que existem diversos fatores que devem ser levados em consideração.

Assim como um balcão refrigerado expositor, as mamadeiras possuem características distintas de um modelo para o outro, que podem influenciar a experiência da amamentação e até causar danos à saúde do bebê se o equipamento não for adequado.

Acompanhe para entender melhor sobre a que se atentar, quais os tipos de mamadeiras mais comuns no mercado e como higienizá-las corretamente para evitar a proliferação de bactérias e doenças.

Quais os principais aspectos a serem considerados?

Ao comprar uma mamadeira, há uma série de fatores que devem ser levados em consideração para garantir a segurança e o conforto do bebê. Alguns aspectos importantes a serem considerados são:

  • Material;
  • Tamanho;
  • Formato;
  • Fluxo.

As mamadeiras vêm em diferentes tamanhos e formas, e é importante escolher uma que seja adequada para a idade e o tamanho do bebê. Mamadeiras menores são ideais para recém-nascidos, enquanto as maiores são melhores para bebês mais velhos.

O fluxo da mamadeira se refere à velocidade com que o líquido é liberado. Algumas mamadeiras possuem diferentes opções de fluxo, que podem ser ajustadas de acordo com as necessidades do bebê.

Mamadeiras com muitas peças podem ser mais difíceis de limpar, então é importante escolher uma que seja simples e fácil de desmontar. Também é importante limpar a mamadeira regularmente e substituí-la quando necessário.

Já o preço das mamadeiras pode variar bastante, e é importante escolher uma que se encaixe no orçamento da família.

Uma empresa de alimentação pode investir nesse mercado e conciliar as vendas de produtos para a alimentação infantil com itens como a mamadeira, babadores, talheres infantis, etc.

Ao considerar esses fatores ao comprar uma mamadeira, os pais podem escolher uma opção que seja segura, confortável e adequada para as necessidades do bebê.

Atente-se ao selo INMETRO

O selo INMETRO é um indicador de que o produto passou por testes de qualidade e segurança, garantindo que ele atende aos requisitos estabelecidos pelas normas técnicas brasileiras.

A presença desse selo é essencial para garantir a segurança dos bebês durante a alimentação. Ele diz se as empresas realizaram os devidos serviços de limpeza, manutenção, testes e outros recursos durante a fabricação do produto.

Ao escolher uma mamadeira sem o selo INMETRO, os pais correm o risco de adquirir um produto de baixa qualidade e sem a garantia de que ele foi testado e aprovado pelos órgãos competentes.

Além disso, mamadeiras sem o selo INMETRO podem ser fabricadas com materiais inadequados, como plásticos que contêm substâncias tóxicas ou que não suportam o calor da esterilização, o que pode comprometer a saúde do bebê.

Principais tipos de mamadeiras do mercado

Os tipos de mamadeira estão altamente influenciados pelos tipos de bicos que estão disponíveis no mercado. Os principais são o bico redondo, o ortodôntico e o de transição.

É importante ressaltar que a escolha do bico de mamadeira deve ser feita de acordo com as necessidades individuais de cada bebê. Alguns bebês podem se adaptar melhor a um tipo de bico do que a outro.

Além do bico, há outros pontos que podem ser considerados na hora de escolher uma mamadeira. Veja os tipos mais conhecidos no mercado.

Mamadeira de vidro

As mamadeiras de vidro são uma opção popular entre os pais por seus benefícios em relação à segurança do bebê e à facilidade de limpeza.

O vidro é um material durável e resistente a arranhões, o que significa que as mamadeiras de vidro são menos propensas a acumular bactérias e outros resíduos prejudiciais.

Panelas de vidro, inclusive, são indicadas para o preparo de alimentos com farinha de arroz integral e outros ingredientes por dificultar a proliferação de bactérias.

Outro benefício das mamadeiras de vidro é que elas podem ser aquecidas no microondas sem se deformarem ou liberarem produtos químicos prejudiciais à saúde.

No entanto, elas também são mais pesadas e frágeis do que as mamadeiras de plástico, o que significa que são mais propensas a quebrar ou rachar se caírem, e podem ser mais caras, o que pode ser um fator limitante para algumas famílias.

Mamadeiras de plástico

As mamadeiras de plástico são a opção mais popular do mercado por sua leveza, resistência e facilidade de uso. Elas são mais acessíveis do que as de vidro e estão disponíveis em uma ampla variedade de cores e designs.

Além disso, as mamadeiras de plástico são fáceis de transportar e normalmente podem ser aquecidas no microondas.

Contudo, algumas mamadeiras, assim como os equipamentos utilizados numa fábrica de produtos de limpeza, contêm produtos químicos prejudiciais à saúde do bebê, como o bisfenol A (BPA).

Outra desvantagem é que elas podem arranhar com o tempo, o que pode torná-las mais difíceis de limpar e permitir que bactérias se acumulem. Além disso, podem deformar ou derreter se forem aquecidas em excesso.

Mamadeiras de silicone

As mamadeiras de silicone são uma opção relativamente nova no mercado e têm ganhado destaque entre os pais. Uma das principais vantagens dessa opção é que elas são livres de BPA e outros produtos químicos prejudiciais à saúde do bebê.

Além disso, o silicone é um material durável e resistente a arranhões, assim como um canudo de metal. Outro benefício é que elas são macias e flexíveis, tornando-as mais parecidas com o seio materno, facilitando a transição entre a amamentação e a mamadeira.

As mamadeiras de silicone são fáceis de limpar e podem ser lavadas na máquina de lavar louças. Porém, assim como as de vidro, elas podem ser mais caras do que as similares de plástico e não estar disponíveis em tantas opções de cores e designs.

Mamadeiras descartáveis

As mamadeiras descartáveis são convenientes para os pais que viajam ou precisam alimentar seus bebês em trânsito.

Elas são leves e fáceis de transportar, o que significa que os pais podem ter uma opção de alimentação em movimento sem ter que carregar uma mamadeira pesada ou se preocupar em lavar a mamadeira depois.

Além disso, as mamadeiras descartáveis são ideais para situações em que a higiene pode ser um problema, como em viagens longas ou em locais sem acesso fácil a água e sabão.

Os principais pontos negativos incluem o fato de que elas podem ser caras e gerar mais desperdício do que outras opções de mamadeira, o que pode não ser sustentável a longo prazo.

Funcionários de empresas de instalação e manutenção de ar-condicionado ou outros segmentos podem sentir no bolso a diferença de preço entre as mamadeiras e o gasto recorrente gerado pela necessidade de comprar novas mamadeiras descartáveis.

Além disso, algumas mamadeiras descartáveis podem ser difíceis de usar, especialmente para bebês mais novos que ainda estão aprendendo a mamar. Alguns bebês podem ter dificuldade em aceitar o bico ou podem ter problemas com o fluxo da mamadeira.

Outro ponto a se considerar é que as mamadeiras descartáveis são feitas de materiais plásticos e, portanto, podem conter produtos químicos prejudiciais à saúde do bebê, como o BPA.

Mamadeiras com bico angular

As mamadeiras com bico angular são projetadas para ajudar a reduzir a ingestão de ar pelo bebê durante a alimentação, assim como um rolo de filme stretch preço reduz o contato dos alimentos com o ar e retarda o processo de oxidação e apodrecimento.

O formato angular do bico permite que o bebê se alimente em uma posição mais natural, o que diminui a quantidade de ar que ele ingere durante a mamada.

Além disso, elas também podem ajudar a prevenir cólicas e refluxo em bebês, já que o ar ingerido durante a mamada pode ser um fator contribuinte para esses problemas.

Outra vantagem das mamadeiras com bico angular é que elas são fáceis de segurar e manusear durante a alimentação.

O formato angular permite que os pais segurem a mamadeira de forma mais natural e confortável, o que pode ajudar a reduzir a fadiga das mãos e dos braços durante a alimentação do bebê.

No entanto, as mamadeiras com bico angular também têm alguns pontos negativos. Elas podem ser mais caras do que as mamadeiras tradicionais e podem não estar disponíveis em tantas opções de cores e designs.

Além disso, algumas mamadeiras com bico angular podem ser mais difíceis de limpar do que as mamadeiras tradicionais, especialmente se tiverem muitas partes ou componentes.

Como e quando higienizar a mamadeira?

A higienização correta da mamadeira é fundamental para garantir a saúde e a segurança do bebê durante a alimentação.

Antes do primeiro uso, é importante esterilizar a mamadeira e todos os seus componentes (bico, tampa, anel de vedação) em água fervente por pelo menos cinco minutos.

Depois disso, a higienização deve ser realizada após cada uso. O primeiro passo é lavar todos os componentes da mamadeira em água corrente, com o auxílio de uma escova própria para limpeza de mamadeiras.

Em seguida, coloque as peças em uma solução de água e detergente neutro por alguns minutos, esfregando-as novamente com a escova. Enxague bem em água corrente e, se possível, deixe as peças secarem naturalmente.

Por fim, é importante lembrar que a higienização da mamadeira deve ser realizada com frequência para evitar o acúmulo de bactérias e outros microrganismos que podem comprometer a saúde do bebê.

Lembre-se também de substituir a mamadeira e o bico regularmente, seguindo as recomendações do fabricante, pois o desgaste pode comprometer a eficácia da higienização.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Você vai gostar também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário


*


*


Seja o primeiro a comentar!

JUNTE-SE Á NOSSA LISTA DE SUBSCRITORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade