Estoicismo: 10 princípios para seguir uma vida mais leve

Tempo de leitura: 8 min

Escrito por gabriel
em novembro 23, 2022

É comum que algumas pessoas valorizem mais algumas ações do que as próprias palavras, buscando justamente ter uma vida mais leve e positiva. Com isso, o estoicismo é uma escola filosófica que merece destaque e que prega justamente esse pensamento.

O estoicismo, assim como foi dito, é uma escola filosófica prática que tem como seu principal intuito focar nas coisas que estão sob seu controle, trazendo coisas extremamente positivas para a sua vida e até mesmo para os seus hábitos.

Os que praticam o estoicismo se exercitam para viver o presente, prezando sempre por manter a calma e a racionalidade através de todas as circunstâncias, valorizando mais as ações do que as próprias palavras.

Ou seja, uma pessoa que está lidando com as suas tarefas com manutenção elétrica e resolvendo seus problemas e obrigações sem se abalar com nada é uma pessoa que pode ser considerada dentre os ensinamentos e práticas estoicas.

Por isso, quando se diz que alguém está tendo um comportamento estóico, geralmente se quer dizer que a pessoa está sendo obstinada e resolvendo seus problemas sem se abalar com as circunstâncias, mantendo um foco máximo.

Afinal, agir como um estoico não quer dizer que você não está no controle das suas emoções, mas sim sobre não deixar suas emoções controlarem você.

Sendo assim, o estoicismo está associado à capacidade de observar, analisar e julgar seus próprios pensamentos, tomando decisões em sua vida cada vez melhores e mais racionais.

Pensando nisso, hoje iremos falar justamente sobre o estoicismo, fazendo com que você entenda o que é essa escola filosófica, o seu surgimento, como as suas lições permanecem atuais e principalmente 10 princípios do estoicismo para seguir uma vida mais leve.

O que é o estoicismo?

O estoicismo se caracteriza como uma escola filósofa que tem sua origem na Grécia Antiga, onde desde os princípios as pessoas buscavam ter uma vida boa apenas focando no que é possível controlar.

Ou seja, dentre essa escola filosófica e em seus ensinamentos as pessoas tendem a deixar de sofrer por aquilo que não está no controle humano, pautando as suas ações mais pela razão do que pelos sentimentos.

Sendo assim, os reflexos positivos do estoicismo tendem a estar presente desde em momentos comuns em sua vida como em relacionamentos, como também através do seu serviço em um projeto elétrico entrada de energia.

Dessa forma, as pessoas que praticam o estoicismo não guiam sua vida pelos seus sentimentos e prazeres carnais, focando principalmente em agir pela razão e também pelo bem moral.

Por isso, cada vez mais o estoicismo tem feito sentido na vida das pessoas, pois essa prática se distancia das coisas superficiais e ilusórias que muitas vezes nos deparamos no mundo e durante toda a nossa vida.

Surgimento do estoicismo?

Quando pensamos no surgimento do estoicismo, essa prática tem seu surgimento na Grécia Antiga, mais precisamente no século IV a.C. durante um período que foi denominado como helenístico.

Essa prática foi fundada e consolidada pelo filósofo grego Zênon de Cítio (333 a.C. – 263 a.C.) e se estabeleceu durante séculos, tendo sua popularidade e propagação tanto na Grécia como em Roma.

Quando nos referimos e consideramos o termo estoicismo, ela tem sua origem da palavra grega “stoa”, que tem seu significado associado a pórticos, que são os locais de ensinamentos filosóficos.

Para as pessoas que seguem e costumam praticar o estoicismo, a perfeição humana está fundamentada na ideia de que os seres humanos estão ligados à natureza, assim se nega os desejos carnais com um objetivo e foco central.

Dessa forma, por mais que as pessoas costumem ter pretensões e objetivos, como tornar um projeto de saneamento básico cada vez maior, essas questões não são capazes de tirar a paz e bem-estar dos estoicos.

Ou seja, essa corrente filosófica coloca em evidência que a virtude depende da vontade subordinada à razão, sendo até mesmo considerada a base para se atingir a felicidade e uma vida plena.

Como as lições do estoicismo permanecem atuais?

Quando falamos do estoicismo, nos tratamos e colocamos em evidência o quanto esse conceito filosófico já é visto há muito tempo e se trata de épocas e até mesmo comportamentos que são diferentes.

Entretanto, por mais que o surgimento do estoicismo seja algo que foi realizado há muito tempo, esse conceito filosófico é muito mais atual do que imaginamos e até mesmo consideramos.

Para se ter ideia, o estoicismo nos dias atuais ajuda a controlar os sentimentos, nos auxiliando a entender melhor quem nós somos e servindo até mesmo como uma forma de melhorar nossa qualidade de vida.

Com isso, para que se entenda ainda mais o quanto o estoicismo é atual e pode ser utilizado em nosso dia a dia, confira alguns exemplos de como ele pode ser utilizado.

  • Conhecer a si mesmo;
  • Controlar a ansiedade;
  • Lidar com a insegurança;
  • Manter a calma em situações adversas;
  • Processar sentimentos;
  • Reduzir o stress.

Sendo assim, o estoicismo pode ser fundamental, por exemplo, em um projeto que estamos nos dedicando referente a uma câmara fria para flores, trazendo confiança ou até mesmo na nossa organização e foco em relação às tarefas do dia a dia.

Por isso as práticas e valores do estoicismo podem ser fundamentais diante da nossa vida, mostrando que por mais que esse conceito seja antigo ele é muito mais atual e presente do que podemos imaginar.

Principais princípios do estoicismo para nossa vida

Quando se considera o estoicismo e as práticas que podem ser realizadas e aplicadas em nossa vida, elas se resumem em 10 ações que são fundamentais para que possamos seguir uma vida boa.

Dessa forma, para que você entenda ainda mais sobre esse conceito filosófico, confira as 10 práticas que os compõem e comece a aplicar em sua vida e nos hábitos diários.

1 – Aja de uma forma virtuosa

A virtude é um dos traços mais marcantes ao se tratar do caráter e deve de fato guiar as ações e atitudes que você venha a tomar, sendo uma das principais formas de viver a vida bem.

Por isso, dentre as virtudes que devem ser preservadas e que devem ser vistas desde o seu trabalho, por exemplo, em uma subestação de energia, até as ações do dia a dia, podemos destacar a sabedoria, coragem, temperança e justiça.

2 – Concentre-se no que você controla e aceite o restante

Um fato inegável é que você não pode controlar todas as ações e atitudes que vão ocorrer em seu dia a dia, mas você pode muito bem escolher como vai lidar com cada uma das situações e pessoas.

Sendo assim, ao estar diante de um processo complicado com a produção de monoetanolamina na sua empresa, busque não se abalar e sempre prezar por atitudes boas e que tendem a manter um clima agradável.

3 – Assuma a responsabilidade pelo que você controla

Tudo aquilo está sobre o seu poder de decidir ou controlar, faça com sabedoria, evitando com que suas decisões se tornem seus próprios inimigos ou aquilo que te impede de crescer e evoluir.

4 – Saiba diferenciar o que é bom, mau ou indiferente

Segundo os estoicos e os estudos e pensamentos que se segue as coisas boas são que vêm da virtude como as ações e os pensamentos que são justos e sábios.

Já quando se pensa no mal, ele é caracterizado como tudo aquilo que é ao contrário do que é bom, como as ações provenientes de julgamentos ignorantes, covardes ou injustos.

Dessa forma, o indiferente se caracteriza como todo o resto, ou seja, tudo aquilo que não está sob seu poder, sendo que a única ação possível sobre elas é o que realmente se enxerga como as doenças, mortes, beleza e afins.

5 – Coloque em prática os aprendizados

O estoicismo é uma filosofia que se baseia muito no que é realizado na prática, por isso diante dos aprendizados desse conceito é importante aplicar o estoicismo desde os seus projetos com um luminômetro até os seus relacionamentos.

As discussões e argumentos são desnecessários se não agirmos e demonstrarmos na prática que é possível ter uma vida melhor através de boas ações.

6 – Pergunte-se o que poderia dar errado

Não conseguimos de fato nos antecipar a tudo, entretanto um bom movimento a ser realizado é exercitar nossa mente para lidar melhor com os imprevistos para quando eles chegarem.

7 – Internaliza seus objetivos

Os objetivos são algo que temos durante praticamente toda nossa vida, tendo desde objetivos como o de entrar na academia até ao de construir uma ponta de gondola.

Sendo assim, é essencial entendermos que nem tudo acontecerá como planejamos, fazendo com que através disso possamos lidar melhor com possíveis frustrações e sofrimentos desnecessários.

8 – Transforme obstáculos em oportunidades

Já temos em mente que os eventos de fora não são bons nem ruins, mas sim indiferentes, por isso cabe a nós enxergar essas situações de uma forma positiva e fazer com que elas se tornem oportunidades de crescermos e nos aproximarmos dos nossos objetivos.

9 – Ame seu destino

Não é aceitar passivamente o que a vida oferece, mas é lidar com as consequências das suas escolhas e fazer o melhor uso delas, entendendo que os frutos que você está colhendo são provenientes de ações e atitudes que foram tomadas.

10 – Esteja sempre autoconsciente

Estar autoconsciente significa ser capaz de observar e analisar suas próprias ações, pensamentos e julgamentos, proporcionando uma liberdade e escolhas que tendem a ser cada vez mais positivas.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Você vai gostar também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário


*


*


Seja o primeiro a comentar!

JUNTE-SE Á NOSSA LISTA DE SUBSCRITORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade