Entenda a relação entre diabetes e saúde bucal

Tempo de leitura: 4 min

Escrito por admin
em julho 26, 2021

Os cuidados com o corpo devem ser regulares e monitorados de maneira periódica, como no caso de pessoas que possuem doenças que passam a afetar outros tecidos, a diabetes e saúde bucal, por exemplo, é uma prioridade para evitar problemas, demandando atenção. 

Diversas doenças podem ser desencadeadas se não forem tomadas as devidas precauções, pois tudo que passa pela boca pode ser um gatilho para elevar o nível de açúcar no sangue, um dos principais problemas para os diabéticos. 

Para esclarecer desde o princípio, é importante ressaltar que a diabetes é causada por falha genética ou que pode ser adquirida ao longo do tempo devido a problemas na absorção do açúcar.

No segundo caso, a produção do hormônio conhecido como insulina é insuficiente e permite que o açúcar fique acumulado no sangue.

Quem consome muito açúcar, seja por meio de doces, refrigerantes ou mesmo massas e outros alimentos industrializados, deve tomar todas as medidas para não causar problemas na boca. Afinal, as cáries são frequentes em pessoas que possuem uma dieta desregrada.

Do mesmo modo, alguns aspectos da diabetes podem contribuir para o aumento de inflamações, como a mudança no pH oral e até o surgimento de xerostomia (boca seca).

Visita ao médico e ao dentista é essencial

Os sintomas relacionados à diabetes são variados, e podem ser percebidos pela pessoa quando ela tem:

  • Boca seca ou muita sede;
  • Problemas de visão;
  • Frequência anormal para urinar;
  • Nível de fome elevado.

As pessoas diabéticas também sofrem mais cansaço e têm dificuldade de se restabelecer de um corte no corpo. Tudo isso por causa do excesso de açúcar no sangue e seu impacto nos demais sistemas.

Aqueles que possuem um plano odonto empresa e estão passando por um tratamento dentário, por exemplo, tem a facilidade do acompanhamento mais próximo.

Contudo, ainda assim, pode ter dificuldades na cicatrização de uma extração ou uma cirurgia simples, demandando avaliação sobre os níveis e controle da diabetes antes de qualquer procedimento.

Por isso, antes de qualquer procedimento, é preciso fazer uma visita a um médico especialista para identificar o nível de glicose no sangue e determinar qual o tipo de diabetes, que pode ser genética, adquirida ou gestacional, bem como os demais exames que podem ser solicitados pelo odontologista.

Só assim o tratamento odontológico poderá ter continuidade com toda a segurança para o paciente. 

Diabetes pode atingir qualquer pessoa

Crianças obesas, que não possuem uma alimentação regrada e exageram nos doces podem ficar diabéticas durante a infância. Do mesmo modo, há aquelas que já nascem com essa condição.

Além disso, adultos que não cuidam da rotina alimentar podem adquirir a diabetes por diversas causas.

Para não ter problemas de saúde, os autônomos podem ter um plano odonto PME disponibilizado por seguradoras.

Também é possível incluir toda a família, possibilitando o atendimento com segurança nas clínicas odontológicas credenciadas, verificando se a diabetes prejudicou a saúde bucal, bem como quaisquer outras necessidades de forma regular,

Para mulheres grávidas, é preciso atentar para o risco da diabetes que pode acontecer durante o período gestacional, por causa das alterações hormonais que ocorrem no corpo, demandando mais atenção no pré-natal tradicional e odontológico. 

Assim como o cuidado com a saúde, de uma forma geral, é imprescindível, as seguradoras que disponibilizam um plano dental para pequenas empresas possibilitem que as mulheres grávidas tenham um acompanhamento adequado quanto às condições dos dentes.

A diabetes impede que as pessoas consumam alguns alimentos ricos em açúcar, como doces, refrigerantes e bebidas alcoólicas.

São os mesmos que podem agravar problemas relacionados à saúde bucal, e retirar do cardápio pode proporcionar melhoras em diferentes níveis.

Exercícios físicos e cardápio rico em nutrientes

O sedentarismo é um outro tópico que pode levar à diabetes, somado à má alimentação e o consumo exagerado de açúcar. 

Seguindo as dicas de um profissional que atende um plano odonto empresarial disponibilizado para os funcionários, as pessoas podem empregar atividades extras e exercícios físicos na rotina, além de atentar aos cuidados básicos com a cavidade, dentes e outras orientações passadas pelos profissionais.

Pedalar uma bicicleta no parque, fazer uma caminhada sozinho ou acompanhado, ou mesmo pequenos circuitos de corrida, são exercícios que podem evitar o sedentarismo e o excesso de açúcar no sangue, contribuindo para a saúde geral.

Para saber se o nível de glicose está em um patamar aceitável pela medicina, é possível fazer um exame de sangue em jejum, que pode variar entre 8 e 12 horas. 

Isso pode ser feito em um posto de saúde ou com equipamento doméstico encontrado em lojas especializadas, mas o ideal é que haja a solicitação e acompanhamento médico. 

Já para aqueles que já foram diagnosticados, é preciso fazer o acompanhamento de forma regular com aparelho específico em determinados períodos, como antes e após as refeições, avaliando a resposta do organismo aos produtos ingeridos,

Funcionários que contam com um plano ideal odonto empresas podem solicitar cartilhas que ajudam a manter a forma, ter uma vida regrada e um cardápio variado e livre do açúcar, além de terem facilidades na busca por consultas. 

De qualquer forma, toda pessoa diabética deve seguir as orientações médicas e, sempre que passar por um procedimento cirúrgico, seja em um hospital ou em uma clínica odontológica, informar sobre essa condição previamente.

Conteúdo desenvolvido pela equipe do Conviva Melhor, blog criado com o intuito de melhorar a saúde e o bem-estar por meio de conteúdos que reforçam a importância dos cuidados regulares.

Você vai gostar também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário


*


*


Seja o primeiro a comentar!

JUNTE-SE Á NOSSA LISTA DE SUBSCRITORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade