Empreendedorismo: 10 dicas para abrir o seu próprio negócio

Tempo de leitura: 7 min

Escrito por gabriel
em maio 3, 2022

JUNTE-SE Á NOSSA LISTA DE SUBSCRITORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

100% livre de spam.

Compartilhe agora mesmo:

Empreendedorismo: 10 dicas para abrir o seu próprio negócio

Diante de um cenário onde o desemprego continua, infelizmente, muito alto, muitas pessoas já consideram a ideia de abrir o seu próprio negócio, ou até mesmo já tomaram a iniciativa de fazer acontecer.

Nesse desejo, é comum acontecer de se aventurar no mercado para entender melhor, na verdade, essa curiosidade é necessária.

Entretanto, da mesma forma que as pessoas possuem a vontade de abrir o seu próprio negócio, ainda há uma parte que desiste desse desejo antes mesmo de dar o seu primeiro passo.

Ao contrário do que muitos pensam, abrir um negócio vai muito além do que ter um capital inicial para investimentos. Na realidade, a abertura de empresa mei, por exemplo, precisa saber lidar com algumas questões que, muitas vezes, precisam do auxílio de um profissional para que, nesse processo, o futuro empreendedor não fique desanimado.

Aproveitando o momento, é importante ter em mente que os primeiros gastos ao abrir sua empresa também precisam ser estudados.

É interessante pontuar também que, ao abrir uma empresa, o ideal a se fazer é ter o pé no chão e estar preparado com situações que podem acontecer.

Caso você não esteja preparado para eventuais surpresas, as chances do seu negócio não dar certo acabam sendo altas. Por sua vez, esse tipo de cenário é o que muitos empresários procuram evitar, visto que, para abrir uma consultoria de exportação, por exemplo, é preciso conhecer todas as questões que envolvem a área.

Um dos primeiros desafios que podem aparecer ao abrir uma empresa está relacionado a falta de conhecimento e a falta de ideias.

Esse cenário resumido na desinformação muitas vezes faz parte dos motivos para que as pessoas desistem de abrir o seu próprio empreendimento.

De uma forma direta, o sucesso de uma empresa não segue caminhos específicos, ou seja, não é igual uma receita de bolo. Contudo, conhecer alguns passos pode fazer com que as chances da sua empresa ser um sucesso aumente.

Aos que ainda tem a vontade de ter o seu próprio negócio, listamos 10 dicas que irão te ajudar nesse processo.

1. Trabalhe com o que você gosta

O primeiro passo a ser dado para conseguir a autonomia financeira é atuar na área em que você se identifica, ou seja, não adianta trabalhar com uma loja de roupas se o seu maior sonho é atuar com uma empresa de tradução de documentos.

Em alguns casos, as pessoas optam por abrir uma empresa em uma determinada área simplesmente pelo dinheiro, entretanto, ao longo tempo isso pode desanimar e acabar desistindo de atuar no segmento.

Portanto, procure trabalhar com aquilo que te dá prazer de executar. Escolha um ramo que tenha a ver com você, pois será dessa forma que a sua ideia de negócio irá amadurecer melhor e, consequentemente, ficará mais fácil de colocá-la em prática.

Pense que trabalhar com o que você gosta funciona como um elemento filtrante, visto que essa escolha fará com que você recolha todas as vantagens de atuar com aquilo que deseja.

No início é muito comum que as pessoas pensem que, para abrir um negócio, a ideia precisa ser pioneira. Porém o sucesso da sua empresa não irá depender apenas desse fator.

Grande parte dos negócios que existem atualmente partiram de ideias que já são executadas no mercado.

Muitos negócios que surgiram de ideias pioneiras já passaram por dificuldades que chegaram em um nível onde já não era viável continuar com as atividades da empresa. Com isso, percebemos que abrir uma empresa é como fazer uma avaliação patrimonial, já que esse processo precisa de cuidados necessários para garantir o sucesso de um negócio.

Dessa forma, podemos perceber como a ideia de abrir uma empresa pioneira em algo é, em alguns casos, desnecessário.

Antes de se concentrar em ter um negócio pioneiro, você precisa pensar em identificar se a ideia é promissora ou não.

Essa tarefa de identificar uma ideia promissora, para algumas pessoas, pode até ser fácil, principalmente para aqueles que já possuem experiência no mercado. Porém, para os iniciantes, esse processo de identificação pode se tornar um exercício bastante complexo.

Na prática, a primeira etapa a ser seguida é realizar pesquisas. Estas pesquisas muitas vezes fazem com que você invista menos dinheiro no seu negócio. Em outras palavras, separar uma parte do seu tempo para entender o mercado é como fazer um laudo ambiental, trata-se de uma ação para compreender o cenário que deseja atuar.

As pesquisas devem consistir em entender melhor como o mercado em que você deseja atuar se comporta em determinadas situações.

Para te ajudar nessa parte, há algumas perguntas que você pode fazer para entender melhor o segmento escolhido. São elas:

  • Qual é o seu mercado?
  • Quem é seu público-alvo?
  • Por que as pessoas precisam do seu produto?
  • Qual o diferencial da sua empresa?
  • Quais os seus concorrentes e qual ação executar?
  • Quais os riscos do mercado?
  • Sua ideia é viável a curto, médio ou a longo prazo?
  • Sua ideia tem chances de crescer?
  • Sua ideia irá durar até deixar de ser novidade?
  • Você estará feliz executando a sua ideia?

Nessa primeira etapa não é difícil encontrar pessoas que desistam da ideia por pensar que ela já está sendo executada ou que pode ser roubada. Trata-se de um equívoco que, ao ser identificado, deve ser evitado imediatamente.

Esse tipo de pensamento pode acontecer em qualquer ocasião, até mesmo para uma pessoa que deseja abrir uma empresa de segurança do trabalho, que inicialmente, deseja começar com o negócio com práticas diferentes das que já são vistas no mercado.

Inicialmente você pode optar por procurar pessoas que já são experientes na área, afinal, elas poderão te fornecer dados e informações importantes que irão te ajudar no começo do seu negócio.

2. Monte um plano de negócio

Abrir um negócio sem antes fazer um planejamento é um erro que pode comprometer o sucesso da empresa. Essa etapa inicial, por sua vez, é uma das mais importantes para quem deseja abrir uma companhia.

Depois que você amadurecer a sua ideia, coloque-a no papel para que todos os planejamentos necessários sejam feitos.

3. Se desapegue da ideia original

Conforme for o andamento do seu planejamento de negócio, haverá algumas mudanças que precisam ser feitas. Uma das mudanças pode ser difícil para algumas pessoas, que é se desapegar da ideia original. Contudo, se surgir a necessidade, é preciso fazer as devidas mudanças.

4. Pesquisa o mercado e a concorrência

Criar um plano de negócio não é a única ação que irá garantir o sucesso da sua empresa. Realizar pesquisas para saber como o mercado se comporta, e entender a forma que a concorrência atua é essencial para fazer com que o seu negócio tenha seus diferenciais.

5. Defina os produtos/serviços

Ter uma variedade enorme de produtos ou serviços para vender, com a ideia de que isso irá aumentar as vendas é, de longe, um pensamento equivocado. Em alguns casos, ter um nível de variedade é sim interessante, mas é preciso saber lidar com a demanda.

Contudo, procure focar somente em um tipo específico de produto para que a sua empresa não seja comprometida.

6. Saiba as condições para abrir uma empresa

Para evitar eventuais dores de cabeça, você já pode antecipar certas questões, como conhecer o regime correto de tributação para o seu negócio, além de realizar os devidos registros conforme a lei solicita.

7. Separe a documentação previamente

Outra forma de evitar dores de cabeça é separar antecipadamente documentos que podem ser necessários para registrar a sua empresa. Nessa parte, você também pode se dedicar para entender melhor como a relação da sua empresa pode ser com os seus clientes, e para isso, considere ter um advogado direito do consumidor para compreender melhor esse universo.

8. Garanta que a marca seja registrada

O registro de marca é uma das ações que, geralmente, são esquecidas pelos novos empreendedores. Por esse motivo, antes de fazer planos com o nome da sua empresa, realize uma pesquisa na Junta Comercial e também no Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI).

9. Organize os custos de abertura

Quando você decide abrir uma empresa, é importante ter em mente que há custos para isso. Portanto, procure antes saber quais são esses custos que você terá para que não haja nenhuma surpresa.

10. Busque por profissionais de contabilidade

Por fim, por mais que você se prepare para abrir sua empresa, ainda há chances de encontrar questões burocráticas. Para isso, profissionais de contabilidade podem te ajudar a lidar melhor com essas partes “chatinhas”.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Compartilhe agora mesmo:

Você vai gostar também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário


*


*


Seja o primeiro a comentar!

JUNTE-SE Á NOSSA LISTA DE SUBSCRITORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

100% livre de spam.

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.