Saiba o que é Design Editorial

Tempo de leitura: 7 min

Escrito por gabriel
em novembro 30, 2022

Para que um bom conteúdo seja realizado e consiga encantar os leitores, é essencial ter um bom visual. Diante disso, o design editorial tem um papel determinante e deve ser considerado.

Quando falamos de um projeto referente a adesivos para divulgação para ser adaptado para publicações digitais ou impressos que fazem parte de um único projeto, é essencial que se tenha harmonia e o máximo de conexão.

Diante disso, o que torna essa harmonização possível é justamente o design editorial, pois através desse ramo do design gráfico é possível criar projetos incríveis e totalmente únicos.

Sendo assim, para que a sua empresa se favoreça diante das publicações impressas e digitais em que ela realiza, saber tudo sobre o design editorial tende a trazer benefícios incríveis e totalmente consideráveis.

Por isso, para que o site da sua empresa saia na frente dos concorrentes ou até mesmo para que os e-books criados sejam impecáveis, aplicar o design editorial é um passo necessário e que tende a garantir benefícios cruciais.

Afinal de contas, com o meio digital ganhando cada vez mais proporção, conhecer esses termos tende a garantir um diferencial para projetos e ações que sua empresa realiza.

Pensando nisso, hoje iremos falar sobre o design editorial, e não se preocupe se você conhece pouco sobre o assunto, pois iremos destacar sua significação, principais atividades e tudo o que você precisa saber sobre esse recurso.

O que é o design editorial?

O design editorial se caracteriza como a construção visual de peças gráficas com uma distribuição harmoniosa dos elementos que tem como intuito uma rápida e eficiente comunicação aos leitores.

Com isso, desde um site que vende tinta automotiva spray, revistas e jornais que consumimos, tudo faz parte do design editorial e está presente em nossa vida.

Além do mais, alguns dos elementos que fazem parte do design editorial são extremamente importantes, e podemos destacar:

  • Tipografia;
  • Cores;
  • Alinhamento;
  • Imagens.

Logo, por mais que o design editorial ressalte a questão da beleza, é importante que se entenda que seu foco não é apenas no estético, mas eles são determinados de acordo com certas regras para que as mensagens sejam transmitidas adequadamente.

Por isso, ao estar realizando um anúncio sobre uma limpeza de caixa d’água valor ou até mesmo um site novo para sua empresa, saiba que o design editorial tende a estabelecer muito mais qualidade e uma mensagem totalmente clara ao público.

Com isso, diante desse meio digital e de todas as suas características, conhecer tudo sobre o design editorial tende a ser um dos elementos-chave para destacar as publicações impressas ou digitais.

Atividades do design editorial

Como está sendo visto, para ressaltar um design editorial é necessário ir muito além do que apenas a parte estética, se importando com a mensagem que será transmitida e principalmente com a criatividade imposta.

Além disso, para elaborar um design editorial de sucesso para a sua empresa de medição de grandezas elétricas, é necessário alguns elementos técnicos que devem ser padronizados para a harmonia e uma máximo de conexão diante dos projetos.

Dentre esses elementos técnicos, é essencial o que design editorial possua:

Identidade

A identidade visual é a principal responsável por dar unidade a publicação, pois através dessa característica se tem elementos essenciais como as formas de aplicação da marca e até mesmo as paletas cromáticas.

Com isso, para que diante dos projetos em que sua empresa cria se tenha uma hierarquia entre os elementos da página, além de uma organização visual e uma aproximação com o público, se preocupar com a identidade é um passo essencial.

Por isso, a identidade deve ser um dos elementos a serem considerados, pois através dessa característica sua empresa tende a contar com publicações muito mais alinhadas e com harmonia.

Tipografia

A tipografia cumpre o papel de auxiliar na identidade visual e tornar a leitura para o público muito mais agradável e tranquila.

Por isso, ao utilizar a tipografia correta para um projeto de pinça para vidros, você consegue destacar esse projeto e ressaltá-lo de uma forma natural, assim como a tipografia errada pode gerar grandes prejuízos.

Além disso, ao utilizar de uma tipografia única que represente sua marca, o público tende a lembrar e associar, gerando muito mais benefícios e uma identificação importante.

Um exemplo disso são algumas marcas que já são conhecidas no mercado e que de batermos os olhos associamos ao produto ou serviço oferecido.

Elementos de repetição

Para criar uma unidade visual e fazer com que seus projetos fiquem na mente do público, é essencial utilizar de elementos de repetição, pois esse recurso auxilia na uniformização da publicação.

Além do mais, ao utilizar de elementos de repetição em projetos da sua empresa de display de chão de papelão sua empresa tende a auxiliar o leitor a identificar seções e entender que todo aquele conteúdo faz parte de um único projeto editorial.

Assim a identificação do público com os seus projetos e ações tende a ocorrer de uma forma natural, gerando muito mais destaque e fazendo com que mesmo em meio a tantos conteúdos sua empresa se diferencie e saia na frente dos concorrentes.

Grids

Por fim, mas não menos importante, os grids são utilizados na diagramação para definir alguns elementos essenciais como as colunas, títulos e até mesmo as imagens que serão utilizadas.

Sendo assim, através dos grids se tem um modelo que servirá de base para que os conteúdos possam ser criados e divulgados da melhor forma possível diante das redes sociais.

Por isso, para que você realize uma publicação impressa ou digital referente a um sistema fm 200 ou até mesmo em relação ao marketing, ao conhecer e aplicar esses pontos você já deu um bom passo para a criação de um bom produto.

Diferenças do design gráfico para o design editorial

Como o design editorial se caracteriza como uma das vertentes do design gráfico, é comum que se tenha muitos pontos de semelhança e que de fato se tenha algumas características vistas em ambos os termos.

Sendo assim, ao comparar alguns pontos de semelhança e características de ambos os recursos, é bem provável que se tenha características em comuns como a paleta de cores, tipografia, dimensões e até mesmo a organização das partes.

Já quando imaginamos a diferença de ambos, se tem alguns pontos que levam a aplicação do design editorial e o design gráfico, sendo eles:

  • Design gráfico tem mais possibilidades de produção;
  • Design gráfico está relacionado a criação de embalagens e rótulos;
  • O design editorial é mais específico;
  • Design editorial é voltado à diagramação de páginas de publicações.

Por isso, diante desses pontos e características citadas fica claro o porquê de ambos os conceitos se diferenciarem, pois através do design editorial e gráfico as empresas conseguem criar projetos e estratégias únicas.

Além do mais, quando se imagina o design editorial através de um site de barra antipânico dupla, em termos de estrutura ele também se diferencia, pois a organização dos elementos visuais geralmente estão de acordo com o padrão editorial de produção.

Com isso, fica claro o quanto é essencial ter noção da diferença entre ambos os recursos, pois assim sua empresa tende a entender o momento certo de utilizar o design gráfico ou o design editorial.

O que é necessário para fazer um projeto gráfico editorial?

Como pode ser visto, o design editorial ocupa um espaço importantíssimo no mercado de trabalho, pois através dele é que as revistas, jornais e sites podem ser criados e ter um destaque incrível.

Por isso, diante dessa área tão importante e fundamental para as empresas e em todo o mercado de trabalho, é essencial estabelecer a criatividade e alguns elementos para fazer um bom projeto gráfico editorial, sendo eles:

1 – Realize pesquisas necessárias

O primeiro passo para que um bom projeto seja realizado é justamente conhecer o público-alvo que a sua empresa pretende atingir, pois através disso é que algumas características e ações serão realizadas.

Por isso, não tenha receio de fazer uma pesquisa bem detalhada, entendendo as necessidades do público e de todo o projeto em questão.

2 – Acompanhe as tendências

As tendências são o que permitem com que o projeto em questão possa ser realizado com eficácia e transmita um ar mais atual e totalmente inovador através das suas características e detalhes.

Por isso, para que em seu projeto se destaque um ar de modernidade e totalmente atual, é essencial acompanhar as tendências do design e entender tudo que o mercado está disponibilizando e que pode ser utilizado de uma forma impecável.

3 – Tome cuidado com as fontes

O mercado disponibiliza uma infinidade de fontes para serem utilizadas nos projetos, entretanto o uso dessas fontes deve ser da forma adequada, pois uma fonte ruim é capaz de estragar todo o seu projeto.

Por isso, ao escolher as fontes que irão representar os projetos em questão, tome o máximo de cuidado, optando por fontes que estabeleçam a harmonia e projetos totalmente impecáveis.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Você vai gostar também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário


*


*


Seja o primeiro a comentar!

JUNTE-SE Á NOSSA LISTA DE SUBSCRITORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade