Dentes Permanentes: O que você precisa saber sobre eles

Tempo de leitura: 3 min

Escrito por lucas
em outubro 21, 2022

É comum ouvir falar do crescimento dos dentes permanentes na infância: que assim que os de leite caírem, os permanentes vão nascer.

Mas, afinal, o que são os dentes permanentes e qual a diferença entre eles e os de leite?

São chamados de dentes permanentes os dentes que sucedem os dentes de leite (conhecidos também por dentição decídua), e um ser humano adulto possui em média 32 deles, com funções diferentes entre si.

Características e diferenças

Dos 32 dentes permanentes, 16 estão na mandíbula (parte inferior) e 16 na maxila (parte superior), divididos da seguinte forma:

  • 8 incisivos, onde a função principal é cortar os alimentos;
  • 8 caninos, que são aqueles que perfuram os alimentos;
  • 8 pré-molares, conhecidos como os dentes da mastigação;
  • 8 molares, que finalizam o processo de mastigação e trituração;

É comum que os dentes de leite – que geralmente nascem aos seis meses de idade – comecem a cair a partir dos seis anos, dando lugar ao processo de substituição para os dentes permanentes, sendo esse processo importantíssimo de ser acompanhado através de um convênio dentista.

A diferença entre ambos é que os dentes decíduos possuem mais mineralização e menos calcificação, o que os torna mais esbranquiçados ou com cor de leite, fazendo jus ao nome popular. 

Além disso, é fácil perceber a diferença entre eles e os dentes permanentes por conta do tamanho: os dentes de leite são bem menores, e, assim que os permanentes começam a surgir, a diferença é visível.

No entanto, por mais que essa diferença de tamanho entre os dentes possa ser incômoda e desproporcional por conta do tamanho da criança, é importante lembrar que é uma fase passageira, e a medida que a criança for crescendo, as proporções serão ajustadas.

Cuidados necessários

Por mais que o papel dos dentes de leite seja serem concebidos para caírem mais tarde, é necessário ter cuidados e uma boa higienização nessa fase para que os dentes permanentes, quando vierem, encontrem espaços bem cuidados, evitando desalinhamentos futuros.

Esses cuidados, como a escovação correta, o uso do fio dental e enxaguante bucal, precisam ser um hábito iniciado desde cedo, assim como as consultas regulares ao dentista, buscando periodicamente tratamentos como limpezas, por exemplo, muito comuns em plano odontológico infantil.

Um ponto a ser considerado na hora de higienizar os dentes em casa é que os pré-molares e molares são os mais suscetíveis a cáries, pois ficam no fundo da boca, o que dificulta a limpeza como nos dentes da frente.

Ou seja, os dentes precisam de atenção redobrada no momento da escovação, e por isso a importância de fazer uma limpeza profissional periódica no melhor plano odontológico.

Ao começar os cuidados com os dentes permanentes, é ideal escolher os produtos adequados para essa fase, como escovas de dentes com cerdas macias apropriadas para crianças, além de passadores e fio dental infantis, buscando uma adaptação tranquila para a criança e já a ensinando a fazer essa higiene bucal aos poucos sozinha.

Na busca pelo melhor plano odontológico do brasil para melhorar ainda mais essa rotina de cuidados, é ideal considerar convênios com coberturas que cubram limpezas e exames bucais regulares, que são prioridade neste primeiro momento e priorizar aqueles que possuem consultórios preparados para crianças, tornando um ambiente mais confortável.

O acompanhamento feito com um odontopediatra – especialização que cuida da saúde bucal das crianças – também possibilita receber orientações especiais de higiene bucal para cada caso, acompanhando a criança em todos os processos, desde o crescimento dos dentes de leite até o desenvolvimento dos permanentes.

Ainda, o melhor plano odontológico oferecerá entre seus serviços aplicação de flúor, procedimento que consiste em fortalecer os dentes que apresentam riscos de cáries, como é o caso das crianças principalmente em idades inferiores aos 3 anos.

Crianças nessa faixa etária podem adquirir a cárie de mamadeira, por conta do contato com fórmulas que contém açúcar, e até mesmo a quantidade de açúcar do leite materno.

Instruir e ensinar as crianças desde cedo a cuidarem da saúde bucal e mostrar a elas a importância desse hábito, bem como as idas ao dentista, contribuirão para uma confiança e bem-estar em relação ao sorriso e autoestima, além de manter os dentes sempre protegidos e saudáveis com os cuidados certos.

Conteúdo desenvolvido pela equipe do Conviva Melhor, blog criado com o intuito de melhorar a saúde e o bem-estar por meio de conteúdos que reforçam a importância dos cuidados regulares.

Você vai gostar também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário


*


*


Seja o primeiro a comentar!

JUNTE-SE Á NOSSA LISTA DE SUBSCRITORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade