Decoração minimalista: 10 dicas para decorar o seu imóvel

Tempo de leitura: 7 min

Escrito por gabriel
em janeiro 24, 2022

JUNTE-SE Á NOSSA LISTA DE SUBSCRITORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

100% livre de spam.

Compartilhe agora mesmo:

Decoração minimalista: 10 dicas para decorar o seu imóvel

A decoração minimalista é um estilo que pode ser resumido pela emblemática frase do arquiteto Mies Van Der Rohe “menos é mais” (Less Is More).

Esse conceito que abrange a arte, a arquitetura, a decoração de interiores e o estilo de vida de pessoas em todo o mundo é sobre evitar excessos, vivendo com, ou utilizando, apenas o essencial.

Neste artigo, você vai entender o que é o minimalismo, além de conferir 10 dicas para decorar seu imóvel. 

Assim poderá reconhecer os benefícios e vantagens de aplicar a decoração minimalista nos mais diversos ambientes, como:

Continue lendo para ter ideias e inspirações para a decoração destes ambientes com as nossas dicas.

O que é o minimalismo?

Falamos em minimalismo quando focamos apenas no essencial, seja aplicado a arte, a alimentação, a arquitetura, a decoração, entre os demais aspectos de nossa vida e relacionamento com o mundo.

A aplicação desse conceito na arquitetura e na decoração está diretamente ligado à busca por sua aplicação no estilo de vida mais simples das pessoas que ali habitam ou utilizam o espaço.

Minimalismo na arte

O termo “minimalismo” surge pela primeira vez na década de 1960, definindo uma série de movimentos culturais e artísticos, como o modernismo, o construtivismo e a vanguarda russa.

Nesse sentido, se trata da elaboração de obras, como esculturas e pinturas, utilizando o mínimo de recursos possíveis, com poucas cores e uso de formas geométricas simples, como uma única bela e simples peça de cerâmica decorativa que se destaca no ambiente.

Minimalismo na arquitetura e decoração

Todos esses movimentos artísticos, assim como o contexto social do período pós Segunda Guerra Mundial influenciou diretamente a arquitetura, expandindo ainda mais seu escopo.

Acredita-se que na arquitetura, o minimalismo seja o resultado da convergência de diversas culturas e movimentos.

Provavelmente uma somatória das culturas escandinava e japonesa, além de traços de movimentos europeus, como o construtivismo e o cubismo.

Trata-se de um estilo que vem se contrapor aos estilos clássicos. O minimalismo valoriza a projeção de espaço que utilizam apenas os recursos essenciais e com alta funcionalidade.

A aplicação deste estilo está ligado a otimização do uso do ambiente, considerando desenho e melhoria de processos na busca por uma decoração funcional.

10 dicas para uma decoração minimalista 

Agora que você entendeu melhor o conceito de minimalismo, confira 10 dicas para uma bela decoração visando o que é realmente necessário no ambiente.

  1. Usar poucos objetos

Lembre-se sempre da expressão “less is more” e aplique o “menos é mais” para pensar em sua decoração minimalista.

Use poucos objetos, selecionando suas peças preferidas e que mais condizem com sua personalidade.

Você deve evitar encher suas prateleiras de coisas, como porta-retratos ou enfeites, realmente focando em poucos itens.

Use poucas almofadas, apenas uma ou duas, e aposte no uso de quadros e placas nas paredes, mas também mantendo a moderação.

Com uma decoração mais simples e leve, existem benefícios não só para o estilo de vida dos moradores, como na contratação de serviços de diarista, uma vez que torna a higienização do local algo bem mais simples.

  1. Invista em espelhos 

Um dos recursos mais importantes e versáteis utilizados na decoração minimalista são os espelhos.

Sua principal vantagem é criar a perspectiva de um ambiente maior. Além disso, também reflete todas as outras estratégias usadas na decoração, como a cor das paredes, a iluminação, móveis e objetos.

Uma ideia para os quartos é a aplicação de espelhos na face externa das portas dos guarda-roupas.

Um local de destaque para a sua presença é no hall de entrada, na sala, criando uma excelente primeira impressão.

  1. Utilize cores brancas ou claras

Use e abuse de cores claras, criando combinações entre paredes e demais recursos, como estofados e roupas de cama com tons pastéis e neutros.

Uma ideia é criar uma parede de destaque, pintando apenas ela com tinta oleo, sempre seguindo uma paleta de cores mais sóbria.

O uso de cores claras é outro importante recurso para fazer um ambiente parecer maior e mais amplo.

Outra dica é o uso de cortinas e tapetes grandes, que dão uma impressão visual de mais amplitude também.

  1. Planeje com cuidado

Faça o planejamento prévio de seu ambiente, principalmente quando se tratar de um espaço pequeno.

O uso de móveis sob medida costuma ser uma excelente solução para um ambiente bem decorado, independente da falta de espaço.

Em um primeiro momento os móveis planejados podem parecer mais caros, mas seu custo-benefício geralmente compensa.

Eles trazem maior funcionalidade para o ambiente, além de facilitar a limpeza do local também.

Pense em soluções práticas para seu ambiente. Por exemplo, seu escritório de serviços de conservação, pode ser lindamente decorado em uma pequena sala, utilizando armários com portas de correr e nichos práticos.

  1. Aposte em móveis baixos

Outra marca do minimalismo na decoração é o uso de móveis baixos. Assim como os demais recursos desse estilo, eles possibilitam a sensação de um ambiente mais amplo.

Aposte em móveis como cabeceiras, camas, racks, sofás e mesas de canto com uma baixa estatura.

Usando esse recurso, se ganha na percepção do tamanho do cômodo, pois dá a sensação de um pé direito maior.

  1. Utilize prateleiras

Uma forma de tornar as paredes altamente funcionais é utilizando o brilhante recurso das prateleiras.

Elas são uma solução muito boa para ambientes pequenos que não suportam uma estante, além de não afetar a circulação.

Como pontuamos, planejamento é o segredo, então saiba valorizar seu ambiente: prateleiras simétricas, assimétricas, em alturas diferentes e com diferentes tamanhos.

Você pode aproveitar uma infinidade de espaços que estariam perdidos, como, por exemplo, o espaço logo acima da cabeceira da cama.

O uso de nichos também é uma excelente escolha para tornar o ambiente mais moderno e variar nas prateleiras.

Em seu escritório, os nichos podem estar estrategicamente posicionados para organizar seus equipamentos, como sua impressora com filtro de tinta, scanner e demais aparelhos,

  1. Dê um bom aproveitamento aos espaços

Tenha em mente que aproveitar bem cada espaço não significa entulhar o ambiente, pelo contrário. Priorize os móveis mais importantes e pense em outras formas de uso para um mesmo item. 

Dessa forma, a cabeceira da cama pode ser substituída por prateleiras, por exemplo, ou o baú do quarto pode ser usado como puff.

Saiba dar funcionalidade a espaços diversos, como o espaço embaixo da cama que pode se tornar altamente funcional para armazenar roupas de cama, com cestos. 

Sabendo aproveitar melhor um espaço como este, você poupa espaço nos armários, o que pode ser uma solução muito boa para um local mais organizado. 

  1. Facilite a circulação

Priorize a livre circulação nos ambientes, evitando móveis ou objetos decorativos que fiquem no meio do caminho.

Cuidado com o uso de aparadores e mesas de centro, para não comprometer seu espaço, colocando obstáculos para a circulação.

Uma ideia para o quarto é utilizar o criado-mudo em apenas um dos lados da cama, dependendo da disposição do ambiente.

  1. Utilize as paredes

Quanto ao uso das paredes, você já deve ter percebido como elas podem se tornar altamente funcionais, para aplicação de quadros, placas, prateleiras, espelhos e nichos.

Mas você pode ir ainda mais além, de forma que elas podem receber elementos funcionais, como luminárias e TVs.

Ao fazer estes tipos de instalação você poupa a necessidade de móveis de apoio, como racks, estantes ou criados-mudos. 

Em sua loja, você pode criar uma disposição nas paredes de suas canetas de brindes, o que evita a necessidade de um aparador para isso.

Por isso, em seu planejamento, considere sempre a maior funcionalidade possível do ambiente, e terá um local otimizado para o estilo minimalista. 

  1. Seja muito criativo

Para fecharmos com chave de ouro nossas dicas, lembre-se: use e abuse da criatividade para sua decoração minimalista.

A ideia aqui é otimizar as escolhas e ter boas ideias para valorizar seu ambiente, trazendo amplitude e leveza.

Já pensou como a cabeceira da cama pode ser substituída por um adesivo de parede ou como ganchos de parede decorados podem ser peças-coringas para manter o local decorado e organizado? 

Considerações Finais

A decoração minimalista é uma tendência que traz diversos benefícios e vantagens, principalmente para espaços pequenos.

Uma tendência em grandes centros são os apartamentos e espaços comerciais reduzidos, mas estes se mostram como grandes desafios na hora de mobiliar.

Portanto, isso requer planejamento e criatividade para saber valorizar o espaço, organizar suas coisas e ter mobilidade.

Além disso, um ambiente minimalista pode trazer sentido de paz e tranquilidade para a casa, escritório ou empresa.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Compartilhe agora mesmo:

Você vai gostar também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário


*


*


Seja o primeiro a comentar!

JUNTE-SE Á NOSSA LISTA DE SUBSCRITORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

100% livre de spam.

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.