5 dicas para reduzir e controlar o colesterol

Tempo de leitura: 7 min

Escrito por gabriel
em abril 13, 2022

O colesterol alto é um problema que atinge muitos brasileiros, tornando essa situação a razão de diversos casos de doenças como infartos e AVCs, além de ser uma das principais causas de morte no mundo todo de acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde).

Quando está em descontrole, o colesterol pode ser muito perigoso para o corpo, uma vez que ele fica nas artérias e forma placas de gordura que acabam endurecendo os vasos sanguíneos, processo conhecido como aterosclerose. Por isso, é importante saber que alimentos pedir em um aplicativo para delivery.

Com esse acúmulo de gordura obstruindo os vasos, a pressão arterial acaba aumentando,agindo diretamente no funcionamento do organismo, sobretudo do coração. Além disso, o colesterol alto pode causar derrames.

Mesmo entre pessoas com um estilo de vida saudável e uma boa alimentação, o colesterol ainda pode se tornar um problema, principalmente pelo fato de aproximadamente 80% de todo o colesterol necessário para o organismo ser produzido por ele mesmo.

Isso significa que excessos podem acontecer, e por isso o acompanhamento profissional é fundamental para qualquer pessoa. É possível, entretanto, manter o colesterol sob controle com algumas mudanças consideráveis em seu estilo de vida.

Existem dois tipos de colesterol produzido pelo corpo. Cada um deles tem suas próprias funções e deve ser tratado de acordo com a necessidade que você tem desse tipo de elemento.

O colesterol LDL, também conhecido como de baixa densidade, tem como função levar a gordura do fígado diretamente para os tecidos.

Já o colesterol HDL, ou de alta densidade, retira o excesso do LDL e o leva de volta para o fígado, evitando assim o acúmulo, o que pode ser avaliado com uma série de elementos como o álcool absoluto.

Entretanto, apenas uma molécula de HDL é necessária para cada três de LDL. Em níveis normais e saudáveis, o colesterol funciona como uma engrenagem, e quando há alguma alteração nas taxas, esse é o momento onde os problemas começam a aparecer.

Para conseguir evitar ao máximo a gordura em suas artérias, o recomendado é que as taxas de LDL permaneçam baixas, enquanto os níveis de HDL continuem mais altos que os primeiros, fazendo com que o organismo se adapte bem a esse tipo de ação.

O colesterol como um todo deve estar abaixo dos 200mg por decilitro de sangue, embora o ideal seja que o LDL não passe de 100mg e o HDL, 40mg.

Dessa forma você consegue ter uma vida mais saudável e consegue prevenir uma série de problemas que podem ser ocasionados pela alteração em seu organismo como um todo, podendo focar-se em seu emprego com soluções ambientais.

Reduzindo o colesterol

Para a maioria das pessoas, controlar e reduzir o colesterol é uma maneira de conseguir resultados mais positivos em suas rotinas, criando mais qualidade de vida em suas atividades e possibilitando uma interação muito maior com seus recursos.

Pensando nisso, é preciso ter em mente que cada pessoa é única, e nem sempre as mesmas necessidades se aplicam a dois indivíduos diferentes, ainda que ambos estejam tentando controlar o colesterol em seus organismos.

Por conta disso, adaptar esse tipo de atividade a sua realidade é um processo muito importante, conseguindo conquistar a estrutura necessária para esse tipo de ação, otimizando assim a forma como você lida com esse problema com uma boa análise de água.

1.    Mudanças na alimentação

A alimentação é de onde vem a maior parte do colesterol ingerido em excesso, principalmente porque qualquer alimento com gordura saturada possui este elemento. Por conta disso, é preciso consumir esse tipo de produto em proporções adequadas.

Uma dieta saudável costuma ter no máximo 300mg de colesterol para que você não tenha problemas com variações nos níveis, que possam ocasionar mais dificuldades no futuro. Dentre os principais alimentos com gordura saturada, é possível citar:

  • Carne;
  • Ovo;
  • Leite;
  • Derivados de origem animal.

Nos alimentos de origem vegetal, por outro lado, não existe o colesterol, sendo essa uma mudança importante para a alimentação. Quanto mais você conseguir adaptar-se a comer menos alimentos de origem animal, melhor.

Embutidos como um todo também são muito problemáticos para pessoas que possuem colesterol alto, e estes alimentos devem ser evitados sempre que possível.

Já as carnes magras, como peixes e alguns cortes de frango, podem ser consumidos com mais frequência. Até mesmo o pão congelado pode ser uma boa opção.

Os queijos devem ser trocados também, deixando de lado os produtos mais gordurosos e optando por versões mais leves, como o queijo cottage, que ajudam a diminuir ainda mais esse tipo de problema de sua dieta.

2.    Atividades físicas

A prática de exercícios possibilita uma série de benefícios para pessoas de todas as idades, e esse é um dos elementos mais importantes para qualquer tipo de interação que procura reduzir o colesterol.

Exercícios em geral são um ótimo anti-inflamatório, permitindo que o corpo consiga otimizar o processo de absorção do colesterol bom e o impeçam de sofrer com as ações geradas pela oxidação.

Além disso, atividades físicas como um todo permitem que você tenha uma resistência corporal maior, principalmente na respiração e no coração, tornando-o mais potente e evitando sobrecargas nele.

Os benefícios da atividade física não ficam apenas no controle de peso e na estética, tornando-se uma ótima ferramenta de controle de pressão arterial, colesterol e muitos outros elementos que devem ser levados em conta quando você está buscando uma vida melhor.

Embora qualquer atividade física possa ajudar nesse tipo de questão, existem algumas modalidades que podem fazer uma diferença maior para quem está ativamente lutando contra o colesterol alto.

É o caso de atividades aeróbicas, como corridas e caminhadas. Esse tipo de atividade pode inclusive ser feito com outras pessoas, tornando-se uma atividade social e facilitando o processo de rotina com essas ações, além de ajudá-lo em um exame admissional para empresas.

3.    Consumo de fibras

O consumo de fibras reduz consideravelmente a absorção de gorduras no corpo humano, o que impacta diretamente o colesterol. Alimentos com fibra podem ser grandes aliados no combate ao excesso desse tipo de produção.

Um dos principais meios de consumo das fibras é a aveia, presente nas refeições de muitos brasileiros. Ao comer o cereal, o processo digestivo é favorecido através de uma espécie de gel criado nesse item, deixando o colesterol preso nesse tipo de gel.

Para você garantir um consumo adequado e evitar problemas com o excesso de fibras, entretanto, é preciso manter uma quantidade de até 400g por dia. Mais do que isso pode gerar problemas no trato intestinal.

Além da aveia, principal elemento para conseguir mais fibras em seu organismo, é possível conseguir esse tipo de resultado com uma série de alimentos integrais, que são ricos em fibra e muito mais saudáveis, ajudando até mesmo a melhorar sua postura para um laudo ergonômico mais adequado.

As frutas também podem ser consumidas em abundância, principalmente aquelas que possuem cascas comestíveis, que normalmente também possuem muitos elementos que podem ajudar no combate ao colesterol alto no organismo.

Dessa maneira, você consegue uma estrutura mais adequada para seu dia a dia.

4.    Utilize chás

Os chás são infusões de ervas em água quente, e existem diversas utilizações para as diferentes infusões que podem ser realizadas. Alguns dos chás mais comuns no mercado, como o chá verde e o chá mate, são ótimas opções para controlar melhor o colesterol.

Essas bebidas ajudam a prevenir a inflamação de vasos sanguíneos, ajudando assim a controlar melhor a taxa de colesterol no organismo. Além disso, no caso do chá mate em particular, esse processo é ainda mais eficiente.

Por conta dos alcalóides e de glicídios, esse tipo de bebida acaba ajudando a reduzir a absorção que o organismo faz do colesterol, otimizando assim esse tipo de ação, o que é muito recomendado por escritórios de medicina ocupacional.

5.    Livre-se dos vícios

Dois dos grandes inimigos do corpo humano são os vícios em álcool e tabaco. Os cigarros em particular são muito danosos para a questão do colesterol, uma vez que potencializam a oxidação de partículas e inflamam artérias.

No caso de pessoas que já têm o colesterol pouco regulado, isso é ainda pior, podendo até mesmo aumentar as chances de doenças sérias, como infarto. Esse tipo de ação pode ser evitada ao se livrar do vício.

Embora esse não seja um processo fácil, eliminar o uso de cigarros e bebidas alcoólicas tem efeitos muito benéficos para o corpo, e quanto mais tempo afastado de seus vícios você estiver, melhor ficará sua condição.

Considerações finais

O colesterol é um problema que afeta cada vez mais pessoas, e entendê-lo e saber lidar com esse tipo de situação é muito importante para que você consiga ter mais qualidade de vida em sua rotina.

O dia a dia de pessoas que entendem a necessidade de cuidar do corpo e da mente acaba sendo muito mais otimizado, evitando problemas futuros e garantindo que você terá uma estrutura de qualidade para lidar a longo prazo.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Você vai gostar também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário


*


*


Seja o primeiro a comentar!

JUNTE-SE Á NOSSA LISTA DE SUBSCRITORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade