Conheça o estilo de viagem slow travel

Tempo de leitura: 3 min

Escrito por admin
em julho 19, 2022

Apreciar o momento presente é um dos objetivos desse tipo de viagem

Viajar a passeio é uma das melhores formas de lazer. Mesmo estando fora de casa, muitas vezes, não conseguimos nos desconectar a ponto de aproveitar verdadeiramente a viagem.

Uma possível solução é a adoção do estilo de viagem slow travel, em português, viagem lenta. A proposta aqui é tornar o ato de viajar algo mais reflexivo, para além da correria de fazer check-in no hotel e visitar todos os pontos turísticos.

Trata-se de um movimento que nos ajuda a experienciar o momento vivido, sem aquela pressa tão recorrente no nosso dia a dia. Conheça mais sobre o estilo slow travel e como adotá-lo para a sua próxima viagem.

Origem do conceito slow travel

O estilo de viagem Slow Travel ou Slow Tourism é descendente de um movimento que surgiu na Itália, na década de 1980, o Slow Food. Seu objetivo inicial, segundo o site da organização não governamental homônima, seria “defender as tradições regionais, a boa comida, o prazer gastronômico e o ritmo de vida lento”.

Em outras palavras, seria resgatar a experiência do comer bem, o que inclui uso de alimentos naturais e de boa qualidade. Posteriormente esse conceito também se associou a noções relativas à melhora da qualidade de vida do ser humano e o respeito à natureza através da sustentabilidade.

Nesse sentido, o slow travel surge como um estilo de viagem que abarca a experiência do ser humano ao entrar em contato com outros lugares que não sejam o seu habitat natural. É uma forma de apreciação do ato de viajar de maneira mais aprofundada e menos automatizada.

Características do slow travel

O conceito de slow travel tem como proposta rever o ritmo com o qual estamos levando as nossas vidas e como isso pode influenciar nas nossas viagens. Além 

disso, para além do lazer e do descanso, as conexões estabelecidas com o lugar também são de suma importância.

As viagens aqui podem acontecer de modo mais lento e também mais aprofundadas, sem a pressa de conhecer, por exemplo, todos os pontos turísticos do local visitado. Os roteiros desse tipo de viagem não são fixos e muito menos rígidos, podendo se adaptar facilmente a imprevistos e mudanças de última hora.

Esse tipo de turismo propõe ainda uma menor conexão com as novas tecnologias e uma maior ligação com a natureza. Isso implica, por exemplo, em abrir mão de estar o tempo todo online nas redes sociais para poder caminhar sem rumo por uma praia, uma mata, uma trilha e, simplesmente, aproveitar o momento.

Benefícios do slow travel

Um dos principais pontos positivos do estilo de viagem slow travel é a melhora da nossa percepção acerca do “aqui” e “agora”, de modo que possamos entender o que é, de fato, importante e o que pode ser deixado de lado. É apreciar o horizonte, olhar a beleza de uma flor ou simplesmente respirar o ar puro.

Na prática do slow travel você tem a possibilidade de descobrir novas paixões e hobbies, como andar de bicicleta, fazer trilhas, sentar no banco de uma praça para ler um livro, tomar um banho de sol, etc. As possibilidades são inúmeras e vão depender unicamente de você.

Isso sem falar que esse tipo de viagem é também mais sustentável e ecologicamente correto, já que os deslocamentos tendem a ser menores. Se forem feitos a pé ou com transporte público, melhor ainda!

Por fim, mas não menos importante, o custo de uma viagem ao estilo slow travel também pode ser menor que viagens tradicionais, porque a visitação a pontos turísticos (assim como o deslocamento) é relativamente menor. Com tudo isso, viajar acaba virando um ato muito mais prazeroso e imersivo.

Você vai gostar também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário


*


*


Seja o primeiro a comentar!

JUNTE-SE Á NOSSA LISTA DE SUBSCRITORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade