Como se planejar na hora de financiar um veículo novo?

Tempo de leitura: 3 min

Escrito por admin
em setembro 22, 2021

Saber como se planejar na hora de financiar um veículo novo é muito importante para realizar o sonho de ter um automóvel na sua garagem. Isso porque, de fato, os carros estão cada vez mais caros atualmente (muito por causa da alta do dólar) e o salário não tem acompanhado essa subida, o que faz com que seja ainda mais difícil adquirir um veículo hoje em dia.

Para se ter uma ideia, o carro mais barato do Brasil no momento é o Renault Kwid. Sua versão mais básica custa R$ 39.390,00, fora os gastos com manutenção e mais. Segundo um levantamento da revista Auto Esporte, o financiamento de um Kwid sai por R$ 7.878 de entrada, mais 36 parcelas de R$ 1.2021,52. Ou seja, no final, será preciso pagar R$ 51.132,72 para levar para casa o automóvel mais barato do país.

Portanto, é vital saber como se planejar na hora de financiar um veículo novo. Quer aprender? Então veja nossas dicas abaixo!

Como se planejar na hora de financiar um veículo novo: 4 dicas

1. Facilite a entrada dando o seu usado ou seminovo

Uma das maneiras de facilitar o financiamento é dando o seu atual de entrada. Muitas concessionárias e lojas aceitam carros seminovos ou usados pela entrada na hora de fechar o financiamento.

Uma proposta dessas pode fazer com que você tire diretamente 30, 40 ou até 50% do valor do automóvel logo na entrada, usando um ativo que você já tem na sua garagem e que iria se desfazer de qualquer forma.

No entanto, para aproveitar esse recurso ao máximo, é vital manter o seu automóvel atual com o máximo de valor possível. Isso significa cuidar dele adequadamente, mantê-lo sempre limpo, trocar as peças quando necessário e fazer uma revisão constante. Esses cuidados manterão o valor do automóvel bem alto e permitirão que você possa ter mais facilidades no financiamento.

2. Pesquise as melhores opções de financiamento até encontrar a que cabe no seu bolso

Hoje em dia, existem muitas opções diferentes de financiamento. Você pode conseguir um financiamento com o seu banco ou direto com a concessionária, mas também com bancos digitais, financeiras e outras empresas diferentes.

Como são tantas opções, são muitas taxas de juros diferentes, parcelas distintas e durações próprias. Portanto, é vital olhar e simular todas as opções até encontrar aquela que faz mais sentido para você e que cabe melhor no seu bolso.

Esse tipo de cuidado é importante para você não acabar gastando muito no financiamento. Como a gente mostrou na introdução, um financiamento pode aumentar o valor do carro facilmente em 30% ou até mais. Por isso, é vital analisar e ver a opção mais barata para o seu bolso.

3. Organize seu orçamento para ter espaço e folga para as parcelas

Depois de achar a melhor opção de financiamento no mercado para o seu bolso, é hora de trabalhar o seu orçamento mensal para ter espaço para as suas parcelas mais uma folguinha.

O ideal, de acordo com especialistas em finanças pessoais, é que as parcelas correspondam a menos de 30% do seu orçamento mensal. Além disso, é importante que você tenha pelo menos uns 10 a 15%  mais de folga na sua renda mensal.

Por exemplo, suponha que a sua parcela será de algo como R$1.500,00. É importante que o seu orçamento tenha uma folga de pelo menos R$ 1.725,00 (R$1.500,00 + 15%) para cobrir possíveis aumentos de juros que venham a ocorrer.

4. Tenha um bom Score de Crédito para conseguir acordos melhores

Para conseguir acordos melhores em bancos e financeiras, é importante ter um bom Score de Crédito. Esse valor é contabilizado por birôs de crédito, como o Serasa, com base no seu histórico de bom pagador.

Na prática, quanto melhor seu Score (vai de 0 a 1000, sendo 1000 a melhor nota), mais fácil é para as empresas oferecem acordos de crédito com você com juros baixos.

Por exemplo, com um Score de 700, é possível conseguir um financiamento completo do seu carro. Já com um Score de 400, você precisaria dar uma boa entrada e pagar juros bem altos para conseguir financiar, digamos, 70% do automóvel.

Por isso, é vital conhecer a sua pontuação de Score de Crédito e começar a trabalhar para aumentá-la progressivamente até chegar a um valor acima de 700 (considerado muito bom!).

Pronto! Agora que você já viu como se planejar na hora de financiar um veículo novo, chegou o momento de iniciar o seu planejamento. Comece vendo qual o seu Score de Crédito e, se for abaixo de 700, trabalhe para aumentá-lo. Em seguida, organize seu orçamento para que as parcelas caibam no seu bolso sem riscos de ter problemas lá na frente.

Gostou do conteúdo? Então comente abaixo com a sua opinião sobre o assunto!

Você vai gostar também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário


*


*


Seja o primeiro a comentar!

JUNTE-SE Á NOSSA LISTA DE SUBSCRITORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade