Boas práticas de SEO: o que não pode faltar

Tempo de leitura: 3 min

Escrito por admin
em abril 26, 2022

Para aumentar a visibilidade da sua empresa no Google, é fundamental adotar algumas práticas que podem fazer toda a diferença nos seus esforços de marketing digital

Se você quer melhorar o ranqueamento do seu conteúdo nos mecanismos de busca e aumentar o tráfego orgânico do seu site, algumas boas práticas de SEO são absolutamente indispensáveis.

Entre as estratégias de marketing digital mais utilizadas para atrair um público qualificado para a página da sua empresa, o SEO, sem dúvida, é a que permite que você se torne uma referência no seu segmento e aumente seus negócios de forma consistente no longo prazo.

Neste artigo, vamos falar sobre as boas práticas de SEO, o que pode e o que não pode ser feito, como uma boa prática impacta o trabalho de SEO e a importância que isso tem no ranqueamento do Google.

Boas práticas de SEO: o que não pode faltar
Boas práticas de SEO: o que não pode faltar

5 melhores práticas de SEO para aumentar o tráfego orgânico do seu site

Diversos estudos mostram que a imensa maioria dos usuários nunca vai além da primeira página dos resultados de busca ao fazer uma pesquisa no Google.

Isso significa que, se o seu conteúdo não estiver bem otimizado de acordo com os requisitos de qualidade e experiência de usuário do Google, muito provavelmente sua página ficará de fora dos primeiros resultados.

Por isso, apresentamos as cinco melhores práticas que, se bem empregadas, farão enorme diferença no ranqueamento do seu conteúdo nos mecanismos de busca, dando mais visibilidade para sua empresa e gerando mais negócios. Confira!

1. Priorize a experiência do usuário

A experiência do usuário é o critério mais importante do Google na hora de ranquear os resultados das buscas.

Por isso, invista em conteúdos que realmente agreguem valor ao seu público-alvo e que não sejam escritos simplesmente para serem “lidos” por uma máquina.

Nesse sentido, a prática de SEO mais importante nos seus esforços de marketing digital é priorizar a clareza, a didática e a qualidade do conteúdo, inserindo, por exemplo, recursos visuais que ajudem a fixar os conceitos apresentados, como infográficos e vídeos.

Porém, tome cuidado para não deixar a página muito carregada e lenta, pois isso impacta na experiência do usuário e faz você perder posições no ranqueamento.

2. Faça uma seleção mais criteriosa das palavras-chave

Ao desenvolver sua estratégia de SEO, procure utilizar ferramentas especializadas que auxiliem na escolha de palavras-chave que direcionarão o desenvolvimento do conteúdo, como Semrush, Surfer SE e Ahrefs.

Com isso, você consegue alinhar melhor seu conteúdo de acordo com o que seu público-alvo está pesquisando no Google.

Independente da ferramenta que você escolher, ela deve fornecer sugestões como:

  • palavras-chave primárias: que direcionarão o tópico principal do conteúdo que você está criando;
  • palavras-chave secundárias: que devem ser usadas com o máximo de frequência possível em subtítulos e páginas pilares;
  • linguagem de apoio: palavras-chave de nível inferior, mas que podem agregar valor ao conteúdo e melhorar o ranqueamento.

3. Crie títulos e subtítulos relevantes e eficientes

Títulos e subtítulos são uma das partes mais importantes para um bom ranqueamento no Google, já que os usuários, muitas vezes, se baseiam neles para identificar na página aquilo que estão procurando.

Por isso, insira sua palavra-chave de forma criativa nos títulos e subtítulos, buscando atrair a atenção das pessoas e fazê-las continuar lendo o que você escreveu.

4. Escreva metadescrições claras, objetivas e cativantes

A metadescrição é o texto que explica, na página de busca, o que seu conteúdo tem a oferecer.

Por isso, você precisa pensar com a cabeça do usuário e identificar o que ele realmente está procurando. Procure fazer com que a pessoa clique no seu conteúdo, através de uma linguagem clara, objetiva, informativa e empolgante.

5. Otimize seus recursos visuais

Os recursos visuais são fundamentais para permitir que o usuário assimile rapidamente as informações que você está transmitindo.

Uma boa prática de SEO relacionada a imagens é não sacrificar a velocidade de carregamento da página. Por isso, procure sempre otimizar seus arquivos para o menor tamanho possível, sem prejudicar sua qualidade e clareza.

Essas cinco dicas básicas, na hora de criar seu conteúdo, podem fazer toda a diferença no seu posicionamento no Google e podem, também, contribuir para que você tenha mais visibilidade e relevância para o seu público na internet.

Você vai gostar também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário


*


*


Seja o primeiro a comentar!

JUNTE-SE Á NOSSA LISTA DE SUBSCRITORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade