7 Dicas para evitar assaduras e alergias no bebê

Tempo de leitura: 3 min

Escrito por admin
em março 21, 2022

O verão chegou e, com ele, alergias e assaduras no bebê; veja como tratar e prevenir a pele sensível das crianças nesta época do ano

Bebês são muito fofos e isso ninguém pode negar. No entanto, têm a pele muito sensível e podem desenvolver assaduras e alergias. Mas, como evitar esses problemas na pele deles nos primeiros meses?

Bom, primeiramente, adquira fralda de qualidade reconhecida. Não compre de marcas desconhecidas nem muito baratas. A saúde do bebê vem sempre em primeiro lugar. Além disso, evite colocar roupas muito apertadas na criança; isso também ajuda a desenvolver assaduras e alergias. Confira mais dicas e cuidados que indicamos a seguir!

1 – Saiba diferenciar assadura de alergia

Os sintomas de alergia e assadura são muito semelhantes, como vermelhidão, coceira e bolinhas na pele. A maior diferença entre elas é que a alergia causa descamação na pele.

A alergia pode ter variados motivos, como uso excessivo da fralda ou reação a algum componente da fralda. Caso o motivo seja este último, prefira as fraldas de algodão ou outras hipoalergênicas.

2 – Não deixe o bebê com a fralda molhada

Diferentemente do que muitas pessoas pensam, a fralda não impede a urina de chegar à pele do bebê. Ela cria uma barreira que diminui a quantidade de urina na pele, mas não é totalmente eficiente.

Por isso, troque a criança toda vez que perceber que a fralda está molhada. Ainda, colocar mais de uma fralda, além de abafar a pele do bebê, também não impede a urina de entrar em contato com ele.

3 – Evite lenços umedecidos

Eles podem ser práticos e perfumados, mas evite usá-los no dia a dia. Os lenços umedecidos podem ressecar e irritar a pele do bebê. Por isso, use-os apenas quando for sair de casa.

No dia a dia, faça a limpeza da região com água morna e algodão. Use também um pouquinho de sabonete neutro, para reduzir o atrito com a pele e limpar direitinho. Caso haja evacuação durante a limpeza, lave as partes com água morna. 

4 – Banho de sol sempre

Ficar um pouco ao sol todos os dias ajuda a reduzir as doenças e previne o aparecimento de assaduras. Leve o bebê ao sol antes das dez horas da manhã ou depois das dezesseis horas e o deixe com a região exposta por uns cinco minutos.

No entanto, se já estiver com assaduras, evite deixá-lo ao sol. Essa dica é para prevenir o aparecimento de assaduras na pele do seu bebê, e não uma opção de tratamento.

5 – Deixe a pele do bebê respirar

Sempre que possível, deixe seu bebê sem fraldas, principalmente na época de calor. Deixar a região atingida por assaduras ser mais ventilada auxilia na cicatrização e na recuperação da pele.

A dica da apresentadora Bela Gil, sobre passar óleo para limpar e tratar a região, pode ser usada, no entanto, consulte antes o pediatra da criança. Lembre-se: nem tudo que dá certo com outros bebês pode ser o melhor para o seu.

6 – Use cremes protetores

Existem muitos cremes para assaduras de bebês disponíveis no mercado. Os que usam calêndula em sua fórmula protegem a pele e auxiliam a regeneração do local. No entanto, pesquise antes as marcas mais recomendadas pelos pediatras e especialistas.

Fale também com o pediatra do seu bebê. Ele pode recomendar marcas e produtos com referência na pele sensível do seu filho. Por isso, antes de optar por algum creme, fale sempre com o médico da sua criança.

7 – Camomila na hora do banho

A camomila é um cicatrizante natural, além de acalmar a pele do bebê. Por isso, prepare uma infusão de camomila e acrescente na água do banho. Os bebês têm a pele muito mais sensível e uma assadura neles é bem mais grave do que na pele de um adulto. Durante o verão, com as altas temperaturas, a pele sensível fica ainda mais predisposta a alergias e assaduras.

Para preparar a infusão de camomila, coloque três sachês de chá em meio litro de água fervente. Tampe o recipiente e deixe amornar até uma temperatura confortável para o bebê. Jogue os saquinhos fora e coloque a infusão na água do banho. Dê banho normalmente. O importante é que a criança fique imersa durante algum tempo nesta infusão. 

Você vai gostar também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário


*


*


Seja o primeiro a comentar!

JUNTE-SE Á NOSSA LISTA DE SUBSCRITORES

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade